Veja as vantagens e como implantar home office na empresa

Home office, ou trabalho remoto, serve para que o profissional desenvolva diversas atividades na própria residência, espaço alternativo ou local de coworking.

como implantar home office

Tendência mundial, o home office está se tornando o futuro do mercado de trabalho e já é realidade no Brasil. Ele é muito conveniente tanto para as empresas quanto para os colaboradores. Mas será que você sabe como implantar home office na sua empresa? 

Para ajudar você nessa tarefa, levantamos alguns pontos fundamentais que devem ser levados em consideração na hora de adotar essa modalidade de trabalho em seu negócio. No entanto, antes, vamos entender mais sobre o home office e descobrir como ele pode ser ainda mais vantajoso. Confira!

Baixe gratuitamente o infográfico do manual de etiqueta do atendimento em agências

O que é home office e por que sua empresa deve adotar essa modalidade de trabalho? 

Afinal, você sabe o que é home office? Também conhecido como trabalho remoto, teletrabalho ou trabalho a distância, ele serve para que o profissional autônomo ou com carteira assinada desenvolva diversas atividades na própria residência

Apesar da tradução literal “escritório em casa”, o home office também pode ser realizado em qualquer espaço alternativo ao escritório da empresa, como cafeterias, hotéis, aeroportos e locais de coworking. Mas essa modalidade de trabalho não é para todo mundo. 

Os profissionais geralmente têm perfil analítico e criativo. Precisam aprender a lidar com as distrações, conciliar a vida pessoal e profissional, ter autocontrole e muita disciplina, saber administrar bem o tempo, e continuar produzindo com qualidade mesmo sem ter o chefe ao lado.

O home office tem conquistado cada vez mais os profissionais pela flexibilidade e praticidade que oferece. Também, as empresas veem nele uma oportunidade para driblar a crise. Porém, será que realmente ele vale a pena?

Como o profissional se beneficia com o home office?

Os colaboradores que trabalham em casa podem contar com horários mais flexíveis para cumprir com seus compromissos pessoais e profissionais. Por exemplo, o tempo gasto com o deslocamento pode ser investido no cuidado com a família e na responsabilidade com os filhos. 

Muitas vezes, o deslocamento pode ser desagradável e estressante, principalmente em cidades com trânsitos caóticos. Dessa forma, os colaboradores que trabalham em home office ficam menos estressados. Sem contar que gastam menos com gasolina e estacionamento e evitam os transportes públicos precários.

As vantagens não param por aí. O profissional ainda tem tempo para controlar melhor a alimentação e ter hábitos mais saudáveis. Isso faz com que a qualidade de vida melhore. E como a empresa se beneficia com o home office?

A primeira vantagem é a redução de custos, pois as empresas não precisam de um espaço físico amplo. Com isso, há redução no preço do aluguel, gastos com energia elétrica, água e compra de equipamentos. Além disso, há um aumento na produtividade dos colaboradores, pois se estiverem motivados e satisfeitos, se empenharão melhor na realização de suas tarefas. Além do mais, se eles estão mais saudáveis, a probabilidade de que eles adoeçam é menor, assim como diminuem as faltas decorrentes disso. 

Por fim, como o home office é visto como um atrativo ao melhorar a experiência do colaborador, ele também se torna uma chance de conquistar bons profissionais no mercado. Agora que você já entendeu algumas vantagens, vamos explicar a melhor forma de implantá-lo em sua empresa. Continue a leitura!

Como implantar home office na empresa?

Confira, a seguir, algumas ideias de como implantar essa modalidade de trabalho.

[Ferramenta] Comparação de preços
Compare o Movidesk com outras ferramentas e descubra por que somos a plataforma mais completa do mercado!

Jogada de craque

Utilize dados para escolher os colaboradores 

Antes de implantar o home office, você deve determinar quais são os departamentos e tipos de tarefas que podem ser realizadas fora do espaço da empresa, como aquelas que não precisam de interação presencial, pois existem cargos que não podem nem devem ser realizados a distância.

Depois disso, determine quem são os indivíduos mais aptos para adotar essa modalidade de trabalho. Para tanto, analise o perfil comportamental dos seus colaboradores; você pode utilizar os dados de avaliações de desempenho nesse processo. Então, faça um teste com esse grupo antes de seguir em frente.

Apoie-se em tecnologias para medir a produtividade 

Um dos maiores desafios do home office é acompanhar o desempenho dos profissionais. Então, como medir a produtividade? Muitas empresas preferem controlar as atividades por tarefas e não por horário. Ou seja, a produtividade está associada à entrega de resultados.

Para isso, utilizam softwares de acompanhamento e supervisão de tarefas, mas se você preferir, também é possível controlar o ponto. No mercado, existem sistemas que permitem que o colaborador acesse os dados e faça marcações remotamente por meio de smartphones e computadores.

Implemente plataformas para comunicação interna

Faça da comunicação uma prioridade nessa modalidade de trabalho, pois sem uma estratégia de comunicação eficiente, alguns problemas podem surgir. Então, encontre maneiras para garantir a integração do colaborador com a empresa — ferramentas como o Skype e Hangouts são boas opções.

Ainda, você pode investir um sistema de comunicação para o seu negócio que inclua informações sobre os clientes, facilitando a integração entre os profissionais de diversos setores. Além de definir como a comunicação será realizada, lembre-se de estabelecer com que frequência ela será colocada em prática.

Formalize o novo modelo de trabalho com os colaboradores

Você sabia que a nova legislação já reconhece o home office como uma modalidade de trabalho? De acordo com essa lei, essa mobilidade corporativa deve ser definida em contrato, no qual devem constar especificamente as atividades a ser realizadas e as condições sobre as ferramentas necessárias. 

Por exemplo, deve ser acordado se a empresa vai ceder os equipamentos e a infraestrutura ou se reembolsará as despesas arcadas pelo colaborador. Vale lembrar que essa compensação não integra seu salário. Então, tudo deve constar no contrato de trabalho.

Cuide da segurança e privacidade dos dados

A internet tornou-se um dos maiores meios de difusão e troca de informações, principalmente com o home office. Com isso, um dos maiores desafios da empresa é saber como garantir a segurança e a privacidade dos dados para evitar ataques e roubos.

Em vista disso, como evitar que isso aconteça? Priorize conexões seguras, use a criptografia de dados, proteja as contas com senhas fortes e coloque firewall ou proxy para barrar acessos. Controle também os dispositivos usados remotamente e conscientize os seus colaboradores sobre os perigos.

Viu como o home office traz muitas vantagens para a sua empresa e tem conquistado cada vez mais os colaboradores? A tendência é que este seja o novo modelo de trabalho. Então, se você quer atrair os melhores profissionais do mercado, aposte nessa oportunidade. 

A sua implementação será mais simples se houver otimização na comunicação interna, investimentos em processos automatizados e softwares para acompanhar a produtividade dos colaboradores. E aí, agora que você sabe como implantar home office na empresa, está pronto? 

Se você gostou de conhecer sobre o home office, então que tal acompanhar mais dicas como essas? Basta nos seguir nas redes sociais para estar sempre atualizado. Estamos no Facebook, LinkedIn e Youtube.

Teste grátis - Movidesk