Como se preparar para a Black Friday 2020? 5 dicas para faturar mais no período

A Black Friday representa uma oportunidade de aquecer as vendas no ano e gerar lucro. Para se preparar para essa data, é preciso pensar na experiência do cliente, ter um atendimento omnichannel, treinar seus colaboradores, ser honesto com o público e ter um bom plano de ação.

como se preparar para a Black Friday

Como se preparar para a Black Friday, a segunda melhor data do varejo digital no ano? Essa é uma pergunta cada vez mais comum tanto para donos de lojas virtuais como físicas. 

Em 2019, a Black Friday movimentou mais de R$ 3,2 bilhões em vendas online. Sim, as vendas digitais são o grande ponto de atração na Black Friday, entretanto, não é o único. Nas lojas físicas, o fluxo de transações no período da Black Friday aumentou em 29,4% em relação a 2018. Comprovando que os bons resultados durante o período podem ser esperados para o ano todo. 

Mesmo que a expectativa Black Friday 2020 esteja mais cautelosa, uma vez que o desemprego aumentou e o Brasil vive uma crise, é esperado um bom movimento de compra e venda. 

Estar preparado para aproveitar todo o boom de vendas que o período oferece pode garantir um respiro no final de um ano difícil. 

Então, para responder à pergunta inicial, “como se preparar para a Black Friday?”, separamos algumas dicas:

  1. Pense na experiência do cliente;
  2. Trabalhe seu atendimento em mais de um canal de comunicação;
  3. Treine seus colaboradores;
  4. Seja honesto com seus clientes;
  5. Planeje-se para o evento.

Entenda cada uma delas, a seguir!

Baixe agora o e-book Xeque Mate: para vender mais, o atendimento pode ser sua grande jogada.

Como se preparar para a Black Friday?

O dia internacional de descontos é uma oportunidade e tanto para alavancar as vendas de produtos e serviços antes do Natal e do Réveillon, não é mesmo? Por isso, saber como se preparar para a Black Friday é fundamental para você dar aquele “up” no fluxo de caixa e ir para o fim do ano mais motivado do que nunca.

Para aproveitar as oportunidades geradas pela Black Friday, conquistar e fidelizar mais clientes e movimentar seu fluxo de caixa, é importante seguir algumas dicas de como fazer uma Black Friday de sucesso.

Algumas iniciativas são fundamentais, confira a seguir!

1. Pense na experiência do cliente

Nesse dia em especial, o cliente está interessado em obter vantagens por meio de promoções imperdíveis. Essa é a promessa do evento, na verdade.

Portanto, ofereça isso a ele, elabore ofertas realmente atraentes, chamativas, para que a experiência do cliente seja marcante na jornada de compra.

Os consumidores já passaram por experiências ruins em outras Black Fridays, onde a empresa aumentava o preço nos dias anteriores e nas datas da Black Friday divulgava um desconto que na verdade era o preço original. O sarcasticamente chamado de desconto “metade do dobro”. Não faça isso! 

Entretanto, ao pensar em experiência do consumidor não estamos falando somente de preço. 

Entre os elementos que devem ser considerados para oferecer uma boa experiência de compra, estão: 

  • Atendimento online no site; 
  • Velocidade do site;
  • Usabilidade do site. 

Por isso, organize sua estrutura para atender as demandas principais dos consumidores. 

Lembre-se de facilitar o processo de compras, afinal, 74% dos clientes afirmam que mudam de empresa se acharem o processo de compra muito difícil.

Fonte: pesquisa Provokers/Google – 2018

2. Trabalhe seu atendimento em mais de um canal de comunicação

Sabemos que hoje, em plena Transformação Digital, boa parte das compras são feitas pela internet.

Quando o cliente não usa a web para fazer negócio, ele a utiliza para pesquisar, comparar preços, pedir informações, etc.

De fato, 97% dos consumidores pesquisam no e-commerce antes de visitar lojas físicas. 

Esse comportamento é parte da tendência de omnichannel que, na realidade, já é um fato nas empresas de hoje. 

No omnichannel, a empresa não apenas está presente em vários canais, mas também oferece uma experiência integrada para seus clientes em todos eles.

Todos os canais de atendimento e vendas são integrados para que o consumidor possa interagir com todos eles e sentir que está recebendo o mesmo atendimento. 

Um atendimento omnichannel envolve redes sociais, e-mail, ligações, chat no site, chatbot no e-commerce, sistema integrado com loja física e por aí vai. 

Por isso, trabalhe com mais de um canal de comunicação, tenha presença digital e amplie a cobertura de sua empresa.

Você sabia, por exemplo, que nessa época do ano o número de mensagens nas redes sociais tende a disparar? Então, saiba como atender bem esse público vendo o vídeo abaixo, gravado pela nossa queridíssima Alexia, social media da Movidesk:

Um comportamento também muito comum dos clientes é pesquisar sobre preços e volume de estoque de um produto no site e ir até a loja física para comprar. Ou mesmo fazer a compra online e busca na loja física para economizar também no frete. Quão integrado estão seus sistemas para oferecer esse tipo de suporte?

3. Treine seus colaboradores

Um dos passos fundamentais de como se preparar para a Black Friday é treinar seus colaboradores. Entretanto, é comum que as empresas esqueçam disso. 

A tendência é que a Black Friday mobilize uma extensa presença de consumidores nos pontos comerciais, sejam eles físicos, sejam eletrônicos.

Logo, é imprescindível preparar seus colaboradores para dar conta da demanda, a partir de um atendimento empático, humanizado, eficiente, ágil e personalizado. 

Um atendimento capaz de satisfazer o consumidor e produzir uma boa experiência de compra.

96% dos consumidores afirmam que o atendimento é importante no processo de se tornarem fiéis a uma marca. Por isso, se você está em busca de mais do que uma venda sazonal, invista em treinamento. E lembre-se que um mau atendimento pode fazer você perder uma venda imediata e várias futuras. 

4. Seja honesto com seus clientes

Lembra da “Black Fraude”? Começamos a falar sobre ela a alguns tópicos acima. 

Pois bem, os clientes não são bobos, pelo contrário, com amplo acesso às informações, estão mais antenados do que nunca e vão sempre escolher as ofertas mais atrativas — e o lugar que oferece o melhor atendimento.

Seja honesto e transparente. Parte fundamental de como fazer um Black Friday é preparar  promoções e descontos verdadeiros e chamativos. Enfim, aproveite as oportunidades dessa data marcada por alta demanda.

5. Planeje-se para o evento

Como se preparar para a Black Friday? O primeiro passo é o planejamento! Ele é fundamental para você obter resultados realmente expressivos na Black Friday.

Invista nesse evento com antecedência:

  • Trabalhe bem a divulgação de seus produtos e/ou serviços; 
  • Faça campanhas de marketing;
  • Crie expectativas em seus clientes.

Além disso, como já dito, prepare seus colaboradores e melhore a infraestrutura da empresa.

Como surgiu a Black Friday?

Para você se preparar para a Black Friday, é importante compreender a sua origem, o objetivo do evento e como ele se tornou tão poderoso no universo comercial e empresarial, certo?

Contudo, é correto dizer que não há uma história oficial sobre a origem da Black Friday. Existem, sim, muitas teorias acerca do surgimento desse dia voltado para vendas promocionais.

Mas a que mais se popularizou — e a que mais faz sentido — é a versão de que o evento começou depois do dia de Ação de Graças, nos Estados Unidos.

Tal data ocorre na última quinta-feira de novembro e, tradicionalmente, muitos americanos aproveitaram a oportunidade para fazer suas compras de Natal.

Como a quantidade de pessoas e carros movimentava muito as cidades e seus comércios, passou-se a chamar essa data de “Sexta-feira Negra” (tradução de Black Friday), pelo caos e tumulto urbanos gerados por esse dia.

Dessa forma, os lojistas americanos aproveitaram a oportunidade para fazer ações de marketing e promoções incríveis para se destacar da concorrência e alavancar as vendas. Até hoje, os descontos são exorbitantes nesse país.

Em meados de 2011, o nome “Black Friday” foi oficializado e se espalhou pelo mundo. Um de seus destinos, logicamente, foi o Brasil.

Qual é a importância de saber como se preparar para a Black Friday para as empresas?

A importância do evento para as lojas e empresas é enorme, pois representa mais uma oportunidade de aquecer as vendas no ano e gerar lucro. Na verdade, a data comercial tem relevância para a economia como um todo.

Isso porque, quanto mais aquecido é o comércio, mais postos de emprego se abrem, o Produto Interno Bruto (PIB) cresce e todos ficam felizes, não é?

Além do aumento do fluxo de compras, a Black Friday oportuniza às empresas atraírem novos consumidores e fidelizar os que já se encontram na carteira de clientes, por meio de ações de marketing, promoções, etc.

É de 5 a 25 vezes mais caro adquirir um novo cliente do que manter um cliente atual.

Portanto, não é nada estratégico deixar esse evento passar “em branco”, não acha?

Ele juntou-se às demais datas comerciais importantes presentes em nosso calendário e, acredite: veio para ficar e se legitimar enquanto um marco promocional que já se espalhou pelo mundo. Por isso, invista em aprender como se preparar para a Black Friday.

Quer controlar as reclamações dos seus clientes?
Baixe a planilha e organize o seu atendimento!

Quer controlar as reclamações dos seus clientes?

Quais os desafios do evento no Brasil?

Incrivelmente, porém, a Black Friday ainda não tem o mesmo apelo no Brasil quanto lá fora. Os motivos são diversos e você vai entender.

Nos Estados Unidos, por exemplo, o evento tornou-se um marco especial, capaz de levar os americanos à loucura.

Você já deve ter visto reportagens de telejornais que mostram pessoas acampando em frente às lojas para comprar produtos com 90% de desconto.

As imagens daquelas multidões de pessoas até chegam a assustar, não é verdade?

Ocorre que o atrativo das ofertas é muito grande, afinal, quem não gostaria de aproveitar um desconto imperdível para comprar algo que esteja precisando?

No Brasil, porém, parece que a moda ainda não pegou com tanta força, principalmente por parte dos empresários e lojistas, visto que a Black Friday tem ganhado espaço na mídia e os consumidores demonstram cada vez mais interesse na data.

Entre os desafios que fazem a Black Friday ainda não atingir todo o potencial possível, estão: 

  • Falta de preparo dos lojistas;
  • Promoções pouco atrativas;
  • Problemas no site;
  • Ineficiência no atendimento. 

Esses problemas emperram o crescimento da data, que ficou conhecida como “Black Fraude” em nosso território.

Experiência omnichannel pode te colocar à frente da concorrência

Diante dos desafios e oportunidades que apresentamos ao longo deste texto, ficou mais claro porque você deve se preocupar em como se preparar para a Black Friday. 

O evento tem a tendência de atrair novos consumidores, gerando vendas imediatas e impacto no seu fluxo de caixa e no faturamento da empresa. 

Além disso, oferecer uma boa experiência de compra pode estimular a volta desses novos clientes, tendo impacto futuro nos resultados financeiros e de marca.

Como vimos, além de criar promoções realmente eficazes, uma forma de suprir a expectativa Black Friday 2020 dos clientes é oferecer uma boa experiência de compra e um atendimento omnichannel, ou seja, oferecer um atendimento integrado em diferentes canais de compra. 

Isso significa fazer uma oferta no Instagram Shopping, permitir a consulta de estoque e preço no e-commerce, validar a reserva pelo chat e finalizar a compra na loja física, por exemplo. 

Lembre-se que é importante montar um histórico desse cliente para oferecer ainda mais qualidade no atendimento e nas ações de vendas. Pesquisas apontam que 72% dos consumidores esperam que os atendentes conheçam seu histórico com a empresa.

Por isso, se você realmente quer saber como se preparar para a Black Friday, invista em boas promoções e em uma integração completa de seus canais de atendimento e vendas, oferecendo uma excelente experiência ao cliente. 

Quer saber mais sobre como criar um experiência omnichannel, aproveitando todo o movimento da Black Friday e saindo na frente da concorrência? Então, confira o artigo “omnichannel no varejo: estas empresas vão te inspirar a colocar a teoria em prática”. 

Ah! É importante entender que essa data comercial — que ganhou popularidade mundial — não é voltada apenas para as lojas físicas e virtuais.

Ou seja, mesmo que a sua empresa não atue no segmento varejista, ela pode, sim, aproveitar essa oportunidade para fazer promoções imperdíveis e fechar excelentes negócios.

Como aplicar o omnichannel? 

Como você já deve imaginar, sua empresa vai precisar de um sistema de atendimento ao cliente que ofereça funcionalidades de integração de plataformas de atendimento e vendas. Além de tantos outros recursos que podem te ajudar no seu dia a dia. 

O Movidesk é um software que auxilia na modernização dos atendimentos, oferecendo um sistema que integra todos os canais da empresa e gera um histórico do cliente. Pode ser usado por lojas virtuais, físicas e também por empresas que não são de varejo, mas que desejam criar uma experiência formidável para seus prospects e clientes. 

Entre as funcionalidades e canais de atendimento geridos pelo sistema, estão:

  • Chat;
  • E-mail;
  • Telefone;
  • WhatsApp;
  • Facebook. 

Além disso, o Movidesk oferece acesso à métricas de atendimento, acompanhamento da satisfação dos clientes e avaliação de cada profissional da equipe. 

Conheça as histórias de sucesso de nossos clientes e faça como o Mercado Livre, que conseguiu otimizar o tempo de atendimento em 80%, e mais de 1.800 empresas Brasil afora.

Entre em contato conosco e conheça mais sobre o Movidesk. Sua empresa pode, inclusive, fazer um teste grátis por 7 dias com a plataforma e conhecer todos os seus recursos. Conte com a gente!

Teste o Movidesk!

Deixe seu comentário