Comunicação assertiva: como se posicionar sem gerar conflitos?

Na comunicação assertiva, temos o direito de falar o que pensamos, mas de maneira responsável e considerando o momento e as condições do próximo. O objetivo só é consolidado quando as duas partes conseguem dialogar com empatia.

comunicação assertiva

O profissional que consegue dominar a comunicação assertiva tem maiores chances de sucesso durante a sua caminhada, pois se trata da melhor forma de dialogar com outras pessoas, sendo claro, firme e respeitoso.

Em outras palavras, a comunicação assertiva é um canal aberto em que o emissor consegue se expressar pontualmente, repassando as suas ideias sem gerar conflitos ou problemas de relação. No contexto empresarial, esse cenário é o mais recomendado para a construção de um perfeito clima organizacional onde não existem ruídos e gargalos providos de uma má comunicação.

Para você que deseja criar uma gestão sólida de diálogo com os colaboradores e clientes ou resolver problemas recorrentes, continue lendo e saiba como a comunicação assertiva pode ajudá-lo. Boa leitura!

Assim como a tecnologia, os conceitos de atendimento também evoluíram. Baixe o infográfico.

Qual a diferença entre a comunicação assertiva e a comunicação agressiva?

Muitas vezes, em razão de algumas características, a comunicação assertiva pode ser confundida com a agressiva. Utilizando alguns pontos de semelhança, muitos profissionais agem de forma mais incisiva sob o argumento da prática de comunicação assertiva.

É importante deixar claro que as duas metodologias são completamente distintas. E para você não correr o risco de cometer tais erros, entenda, de forma detalhada, como a comunicação assertiva difere da comunicação agressiva.

Comunicação agressiva

A comunicação agressiva está voltada à imposição, com recorrentes julgamentos e avaliações prévias sobre o outro. Em casos mais extremos, ocorrem desqualificações por parte do emissor.

Por exemplo: quando o seu chefe não planeja as atividades com antecedência, então, na parte final do expediente, ele pressupõe que você tem condições de realizar todas as pendências até o horário da saída.

Não há empatia ou qualquer tentativa de se colocar no seu lugar, apenas um comunicado impondo que você realize tais atividades.

Comunicação assertiva

Como já explicado, na comunicação assertiva também temos o direito de falar o que pensamos, mas de maneira responsável e considerando o momento e as condições do próximo.

Aqui, o objetivo só é consolidado quando as duas partes conseguem dialogar, com ambos respondendo os questionamentos e apresentando feedbacks.

empatia é o que predomina nessa maneira de se comunicar, em que cada lado apresenta as suas justificativas. Aqui, você se responsabiliza por suas ações, mas sem agressões ou julgamentos.

Como se posicionar sem criar conflitos ou desentendimentos?

Agora que você já sabe o conceito e as características da comunicação assertiva, é o momento de conferir algumas dicas de como desenvolvê-la no seu dia a dia. Confira!

Tenha respeito em primeiro lugar

O respeito é a chave para o entendimento geral em qualquer situação. Sem respeito, não é possível nem mesmo começar um diálogo.

Na comunicação assertiva, você deve observar a forma como as outras pessoas interagem e como elas preferem ser tratadas. Assim, fica mais fácil iniciar uma abordagem e a troca de informações. Tenha certeza que, dessa maneira, o respeito tende a ser recíproco.

Entenda o outro

Uma comunicação não é feita exclusivamente por meio de palavras. Os gestos corporais também são formas de expressão, desde os olhares até a postura corporal.

Por isso, é importante ficar atento aos detalhes a fim de entender o outro por completo. Muitas vezes, as palavras dizem uma coisa, mas os gestos apontam para outra direção. Uma comunicação assertiva também é constituída por esses sinais.

Atente-se às palavras que vai usar

As palavras que utilizamos cotidianamente dizem muito sobre a nossa maneira de comunicação. Dependendo do momento, expressões inadequadas podem passar impressão de agressividade ou enfrentamento, ainda que não seja a intenção.

Por isso, é imperativo que você avalie o seu vocabulário, analisando qual é o mais correto para cada situação. Além disso, é importante se atentar ao tom da voz, pois a entonação também pode passar uma mensagem equivocada.

Saiba a hora certa de falar 

Como explicado, a comunicação assertiva não preza pela imposição, mas sim pela eficiência. E para se fazer entender, não é preciso falar o tempo todo. Você deve agir com inteligência e captar o momento certo para se pronunciar.

Em um ambiente profissional, toda informação é essencial. Porém, é interessante ter certa sensibilidade para se manifestar sobre determinados assuntos. Até porque, se o momento não for conveniente, dificilmente o destinatário conseguirá prestar atenção na conversa.

Domine o assunto discutido

Mais uma vez: desenvolver a comunicação assertiva é trabalhar com inteligência. Em outras palavras, você precisa dominar o assunto a ser discutido antes de iniciar o diálogo com os colaboradores.

Para ter maior capacidade de argumentação é necessário seguir alguns passos simples, tais como:

  • domínio da língua falada;
  • ótima escrita;
  • boas leituras.

Seja intermediador

A comunicação assertiva também é agregadora. Com isso, você deve buscar sempre uma intermediação entre os diferentes pontos de vista e intervir quando algum colega de trabalho apresentar dificuldade em captar os assuntos discutidos.

Afinal, no papel de gestor, você não deve ser apenas um mensageiro, mas sim um exemplo a ser seguido.

[eBook] Movidesk + Vindi: Como superar expectativas e fidelizar mais clientes

Como superar expectativas e fidelizar mais clientes

Quais as melhores técnicas para praticar a comunicação assertiva?

Apesar de já conhecer o conceito e o caminho certo para a comunicação assertiva, nem sempre é fácil colocá-la em prática no dia a dia. Para facilitar, siga algumas técnicas simples, por exemplo:

  • trabalhe com empatia em qualquer situação, assim será mais fácil manter o diálogo;
  • utilize frases que comecem com “eu” para que seja entendido de forma mais clara;
  • não faça julgamentos, expresse sua opinião por meio de fatos;
  • não use repetidamente palavras como “nunca” ou “sempre”.

Com essas pequenas técnicas, você terá mais capacidade de manter a comunicação ideal durante uma rotina de trabalho, melhorando as relações interpessoais e aumentando a dinâmica profissional.

Sem dúvida, a comunicação assertiva é uma das grandes competências de um profissional de sucesso, principalmente em um cargo de gestão. Ao dominar essa comunicação, você consegue aumentar o nível de sua inteligência social, conquistando para si o apoio e a colaboração de outras pessoas. Por isso, analise as dicas apresentadas e comece a colocar em prática essa filosofia tão importante.

Gostou do artigo? Então, que tal agora compartilhá-lo com seus amigos? Com certeza, todas essas dicas serão muito úteis a outros profissionais.

Fale com um especialista para evoluir sua empresa