Skip links

Desired Outcome: o que é e por que você precisa entendê-lo agora

Desired Outcome: o que é e por que você precisa entendê-lo agora

Desired Outcome: o que é e por que você precisa entendê-lo agora

Quando o assunto é gerenciamento do relacionamento com cliente (CRM), muitas são as práticas e estratégias discutidas para potencializar os resultados de uma empresa da maneira mais satisfatória possível.

Dentre as técnicas pertinentes, uma que vem ganhando bastante destaque é o Desired Outcome, que, em uma tradução livre, poderia ser chamado de “resultado desejado”.

Parece simples ou vago para você? Acredite: ele se trata de um conceito altamente transformador e quem vem conquistado empreendedores do mundo inteiro.

Ficou curioso para aprender mais sobre o assunto? Então continue a leitura!

Afinal, o que é o Desired Outcome?

O primeiro passo para compreender o que é o Desired Outcome é visualizá-lo como um produto da interação de dois outros conceitos fundamentais: o Required Outcome (ou o resultado requerido) e o Appropriate Experience (a experiência apropriada).

Nas palavras de Lincoln Murphy: Desired Outcome é o que o seu cliente precisa atingir (Required Outcome ou Resultado requisitado) e a maneira como ele precisa alcançar tal resultado (Appropriate Experience ou Experiência Apropriada).

Um gerenciamento de sucesso é, afinal, aquele que permite que um cliente consiga o que quer por meio das interações que desenvolve com a sua companhia.

O que é Required Outcome?

Como mencionamos previamente, o Resultado Requerido é aquele que ele ambiciona alcançar — e ajudá-lo a atingir o que deseja é o motivo pelo qual você faz parte dessa interação.

No entanto, é essencial que você entenda que o Required Outcome não é, necessariamente, a oferta de um produto que corresponda a qualquer anseio do cliente.

Trata-se, na verdade, de possibilitar um resultado que importa. O que muitas vezes sequer é material — e que varia de acordo com a persona com a qual se trabalha. Logo, se você não possui os recursos necessários para materializar essa vontade, é sinal de que há alguma lacuna que precisa ser corrigida.

Se um cliente busca a sua empresa desejando ampliar a quantidade de leads na sua base de contatos, por exemplo, este é o Required Outcome.

Se você o ajudará a atingir esse objetivo a partir de campanhas de marketing de conteúdo, de anúncios no google ou por e-mail marketing, não importa.

Mesmo que ele tenha preferência por alguma estratégia específica, ele buscou sua empresa para conquistar mais leads, não para promover uma campanha de e-mail marketing, por exemplo.

E Appropriate Experience, o que é?

Podemos começar explicando a Experiência Apropriada afirmando que ela é, sem dúvidas, indispensável ao Resultado Requerido. Em outras palavras: o Required Outcome nada é sem a Appropriate Experience.

Seu papel vai muito além de proporcionar o Resultado Requerido pelo seu cliente, e você deve fazer isso da maneira mais vantajosa para ele — afinal, isso nada mais é do que gerenciamento do sucesso do cliente, não é verdade?

A Experiência Apropriada pressupõe absolutamente todas as interações da sua empresa com o cliente. Isso engloba: time de vendas, atendimento, marketing, suporte, setores administrativos e financeiros e, claro, o produto.

Compreender o Desired Outcome do seu cliente exige uma avaliação constante e minuciosa das interações com ele desenvolvidas e, sobretudo, uma separação bem nítida entre os objetivos dele e os objetivos do seu negócio — os dois jamais podem se confundir.

Lembre-se que não há fórmula: cada tipo de cliente representa uma diferente forma de relação com determinado produto seu, ou seja: uma Appropriate Experience específica.

Entregar o resultado desejado pelo cliente não é nenhuma grande proeza, o grande diferencial reside em fazer isso da maneira mais apropriada — e isso é o que constitui o Desired Outcome.

E então, gostou de entender o que é o Desired Outcome? Não deixe de assinar a nossa newsletter para receber outros conteúdos como este diretamente em seu e-mail!

Escreva um comentário