7 boas práticas para implantar e gerenciar equipe remota

Se você precisa gerir uma equipe remota, saiba que existem diversos benefícios como flexibilidade, redução de custos e agilidade. Para isso, conheça seu time, use bem a tecnologia, tenha objetivos claros, promova a integração da equipe, aposte na cultura de feedback e monitore seu desempenho.

equipe remota

Uma equipe remota é aquela que atua remotamente, no geral pela internet, para solucionar as demandas existentes.

Com o avanço tecnológico, tornou-se mais comum a formação de equipes remotas, então é preciso saber como gerenciá-las.

Há muitas vantagens ligadas à formação de uma equipe remota, tanto para a empresa quanto para os integrantes. A flexibilidade, a redução de custos e a agilidade na criação da equipe são exemplos.

No entanto, muitos líderes ainda falham na sua administração.

Nos tópicos seguintes, apresentamos sete boas práticas para implementar e gerenciar uma equipe remota. Assim, você poderá obter grandes resultados. Continue com a sua leitura.

Modelo de fluxograma para atendimento

1. Conheça todo o seu time

Em equipes tradicionais, que operam dentro da empresa, é comum que o gestor conheça bastante seus subordinados.

Boa parte das vezes, isso abre espaço para uma amizade saudável e que respeita determinados limites profissionais.

Com a equipe remota não deve ser diferente: também é preciso conhecer os liderados e arquitetar uma amizade.

E mais, é interessante que os membros do time se conheçam. Desse modo, será mais fácil aflorar a sinergia e aumentar a produtividade diária.

Apesar de um tanto óbvia, essa dica é importante.

Por lidar remotamente com seus subordinados, muitos gestores desenvolvem uma relação mecânica e pouco fluída, sem a preocupação de conhecê-los suficientemente bem. Isso é prejudicial.

2. Conte com a ajuda da tecnologia

Não tem como escapar, o trabalho remoto depende diretamente da tecnologia.

Caso os profissionais lidem com plataformas e com softwares disfuncionais, é provável que percam em termos de agilidade e de precisão no trabalho.

Então, invista na adoção de boas tecnologias e mostre aos membros da equipe remota como usá-las.

Uma plataforma de comunicação interna, por exemplo, pode organizar as tarefas diárias e garantir que todos atuem com o alinhamento necessário.

Como as tecnologias estão em constante evolução, deixe um espaço para que os seus subordinados indiquem e experimentem novas ferramentas. Você pode criar um fórum para tirar pequenas dúvidas ou fazer sugestões; assim, todos participam.

3. Defina uma direção clara e conjunta

Equipes remotas precisam ter mais clareza quanto às metas e aos objetivos que seus pares que trabalham presencialmente.

O motivo é simples: não há um gestor que está sempre indicando a direção. Logo, eles devem ter total clareza do caminho.

Nesse contexto, uma ótima ferramenta é a OKR (do inglês Objective and Key Results). Para usá-la, você deve definir um objetivo principal e que direcione todo o time, depois fragmentá-lo em resultados-chave menores e mais fáceis de alcançar.

Essa OKR deve ser compartilhada com o time e explicada, garantindo que todos a entendam.

Também é preciso monitorá-la com frequência, avaliando o seu progresso ao longo do tempo, pois assim é possível fazer correções e melhorar os resultados.

4. Promova atividades de team building

O termo team building é usado para se referir a uma série de técnicas capazes de aproximar os profissionais, fazendo-os se sentir parte de um verdadeiro time.

Mesmo em equipes remotas, uma importante técnica é reunir presencialmente os membros para tomar um café ou praticar um esporte. Esses encontros não precisam ser frequentes, afinal, há limitações geográficas, mas precisam ser bem planejados.

Caso o encontro físico seja inviável, há atividades remotas que também podem ser aproveitadas. Jogos online, por exemplo, garantem que o time tire uma tarde para se divertir e aprender juntos.

Reuniões descontraídas por Skype também ajudam.

É necessário encontrar técnicas para aproximar o time e aplicá-las com certa frequência. Assim, a noção de time vai aflorar, e o trabalho será mais fluido.

5. Estimule uma cultura de feedback

Por vezes, os profissionais não se sentem confortáveis para falar dos pontos fortes e fracos dos seus colegas de trabalho, muito menos do seu superior imediato. Todavia, isso é importante e ajuda no crescimento coletivo, especialmente na equipe remota.

Em vista disso, trabalhe na construção de uma cultura de feedback.

Comece você mesmo com encontros do tipo one-to-one, realizando reuniões online para oferecer retornos aos seus subordinados, fazer elogios e indicar pontos de melhoria.

Permita que seus subordinados, anonimamente, também façam avaliações de como está sendo o trabalho, o trato com seus colegas de trabalho e o superior imediato. Depois, use esses feedbacks para promover melhorias no trabalho e no seu estilo de liderança.

    [Infográfico] Como escolher o profissional de atendimento ideal

    Como escolher o profissional de atendimento ideal

    6. Monitore seus indicadores de desempenho

    O acrônimo KPI é usado para se referir aos key performance indicators, ou melhor, aos indicadores-chave de desempenho. Esses indicadores funcionam como um termômetro para mensurar o quanto o time está perto de alcançar seus resultados pretendidos.

    Ao monitorar os KPIs, você terá uma visão mais clara da produtividade da equipe remota. Além disso, ao compartilhar esses indicadores, permitirá que os colaboradores autoavaliem suas conquistas e direcionem seus esforços para otimizar resultados específicos.

    Nesse contexto, é interessante usar a técnica de “gestão à vista”, que consiste em deixar esses indicadores em um local visível ao time.

    Pode ser um documento na nuvem ou o dashboard de uma planilha ou sistema. Assim, os resultados serão mais transparentes.

    7. Celebre os resultados alcançados

    Por fim, é importante lembrar de celebrar os resultados que foram alcançados.

    A equipe remota deve sentir o “gostinho” de conquista, pois assim vai querer mais e conseguirá entregar resultados ainda melhores no futuro.

    Mais uma vez, preferencialmente, celebre as conquistas de forma presencial.

    Inclusive, essa é uma boa deixa para reunir o time e aplicar as técnicas de team building já citadas.

    Se não for possível, faça seus reconhecimentos online — por vídeo-chamada.

    Todavia, lembre-se: não basta elogiar, também é preciso recompensar o time. Uma bonificação financeira ou premiação funciona como uma grande injeção de ânimo.

    Não precisa ser algo caro. Um jantar, por exemplo, pode ser bem interessante.

    Agora você está por dentro do assunto e sabe como gerenciar uma equipe remota.

    Lembre-se de que estamos falando de um processo contínuo, logo, os talentos devem se sentir cada vez mais próximos e pertencentes a um mesmo time. Desse modo, todo o empreendimento, nos seus vários níveis e áreas, pode ser beneficiado.

    Gostou do nosso artigo? Aproveite para continuar aprendendo conosco: veja como melhorar sua mobilidade corporativa e otimizar seus resultados empresariais.

    Experimente o Movidesk

    Deixe seu comentário