6 dicas para reduzir o tempo médio de atendimento

Tem coisa melhor do que solucionar os problemas dos seus clientes de forma rápida e eficaz? Neste texto nós listamos 6 formas de reduzir o tempo médio de atendimento do suporte de maneira assertiva e sem perder a qualidade do serviço!

tempo médio de atendimento

Quem tem um problema quer resolvê-lo o mais breve possível. Portanto, um auxílio ágil e eficiente é ideal para os clientes e também para as empresas, que ganham em produtividade. Assim, conhecer o tempo médio de atendimento (TMA) é muito importante, uma vez que ele determina a rapidez do time de suporte em solucionar o chamado.

Esse indicador nasceu para mensurar a qualidade do atendimento telefônico no call center, mas com a evolução dos canais de comunicação passou a ser adotado no suporte online. Também é com o TMA que você consegue determinar se é necessário fazer otimizações na área ou efetuar novas contratações para suprir a demanda de chamados.

Mas se o tempo médio de atendimento dos seus agentes está maior do que o esperado, nós podemos te ajudar! Neste texto separamos algumas dicas para reduzir o TMA sem colocar em risco a qualidade do suporte. Vamos começar a leitura? 🤓📖

Por que medir o tempo médio de atendimento

Sabe quando usamos o Google Maps para descobrir o tempo estimado de uma viagem, para que possamos planejar o dia? Então, com o tempo médio de atendimento não é muito diferente. É importante conhecer o TMA do seu suporte para que você entenda como anda a qualidade do serviço prestado, a produtividade da equipe e planeje ações para otimizar o trabalho dos agentes. Fora isso, a análise dessa métrica também permite a:

  • Avaliação dos atendimentos de forma individual: já que é possível analisar o TMA de cada agente, os coordenadores conseguem identificar falhas no processo de cada pessoa e ajudar a corrigi-las.
  • Constatação da necessidade de novas contratações: se o tempo médio de atendimento já é o ideal, mas ainda assim o time não está dando conta da demanda, talvez seja a hora de efetuar novas contratações.
  • Elaboração de um planejamento mais eficaz: entender o tempo que os agentes levam para executar suas atividades é essencial para o plano de desenvolvimento do setor e a aplicação correta das ferramentas.
  • Redução de custos: avaliar o TMA também pode revelar gargalos nos processos da equipe de atendimento e dificuldades dos agentes, fatores que acabam elevando o indicador, diminuindo a produtividade e, consequentemente, aumentando os custos.

Além disso, reduzir o tempo médio de atendimento também ajuda a aumentar a receita geral. Uma vez que os processos da equipe de suporte são revisados, eliminando os gargalos e dificuldades, o fluxo de trabalho se torna mais eficiente e a produtividade sobe.

Falando sobre tempo médio de atendimento, descubra o que mudou no conceito de relacionamento com o cliente!

Recursos para reduzir o tempo médio de atendimento

Antes de listarmos algumas dicas para reduzir o TMA do seu suporte, vale lembrar que nem sempre atender o cliente em menos tempo é o cenário ideal. Por isso, é necessário avaliar, também, a qualidade do auxílio que os agentes estão prestando. Só então será possível reduzir o tempo médio das interações sem comprometer o serviço.

No mais, as dicas que separamos neste texto servem não apenas para reduzir o tempo médio de atendimento ao cliente, mas também para organizar e otimizar os processos do suporte. Pronto para descobrir como fazer isso? Então continue lendo! 🤓

1. Adote um chat

O chat pode ser usado de duas formas para reduzir o tempo médio de atendimento: na comunicação interna e no relacionamento com o cliente. Internamente ele serve para agilizar o contato entre os diferentes setores. Assim, quando o agente de suporte depender da resposta de outra área para finalizar o chamado, ele conseguirá solicitar essas informações mais facilmente.

Já no atendimento ao cliente, o chat se torna uma ferramenta mais simples e descontraída, diminuindo o tempo de espera. Ele é utilizado principalmente no auxílio de dúvidas simples, além de permitir que os agentes ofereçam suporte a mais de um consumidor simultaneamente.

2. Salve o histórico dos atendimentos

Quem nunca passou horas no telefone enquanto o agente buscava informações? Ou, então, tentou resolver um problema por e-mail e teve que recontar toda a situação? Tudo isso acontece quando a empresa não mantém o histórico de atendimento.

Se o suporte faz esse registro, não precisa buscar essas informações com outros agentes ou pedir para o cliente repetir seu problema. Assim, toda a comunicação é agilizada, deixando o consumidor satisfeito e colaborando com a produtividade do setor.

3. Centralize as informações

Se é economia de tempo que você quer, a centralização de informações é a primeira coisa que deve implementar. Quando os dados necessários estão disponíveis em uma base de conhecimento acessível a todos, o retrabalho dos agentes diminui e o tempo médio de atendimento também. Isso porque eles já sabem onde buscar as respostas que precisam e não têm que procurá-las em diferentes sistemas ou setores.

Além disso, é possível atualizar a base de conhecimento com conteúdo para o treinamento de novos colaboradores e, também, registrar a resolução de chamados mais complicados. Assim, caso eles aconteçam novamente, os agentes (e os clientes) saberão como agir.

[eBook] Base de conhecimento: como escrever conteúdos eficazes

Base de conhecimento: como escrever conteúdos eficazes

4. Estabeleça níveis de suporte

Pensa comigo: seria muito mais prático se agentes com um maior conhecimento do produto/serviço atendessem as dúvidas mais complexas, e aqueles com um entendimento menor, os problemas mais simples, não é? Pois é exatamente essa a proposta dos níveis de suporte.

Por exemplo, se um cliente tem dúvidas sobre a personalização de recursos dentro de um help desk, o agente de nível 1 pode ajudá-lo rapidamente. Porém, se ele está com problemas na implantação do software, é com o atendente de nível 2 que ele irá conversar. Dessa forma, o TMA de toda a equipe é otimizado, já que o consumidor não fica passando por diversos especialistas até resolver o seu problema.

5. Implemente o SPOC

Sabe quando você entra em contato com uma empresa e é transferido de setor em setor, explicando repetidamente o problema para diferentes pessoas até que alguém o solucione? Então, o SPOC (Single Point of Contact ou Ponto Único de Contato) surgiu justamente para eliminar essas situações. De acordo com esse conceito, um chamado só poderá ser atendido por um único agente do início ao fim. 

Caso o agente não saiba como resolver o problema, é sua responsabilidade entrar em contato com os demais setores em busca de informações para solucioná-lo. Isso evita que o cliente tenha que repetir toda a história e também agiliza a resolução do ticket.

6. Tenha um sistema de atendimento integrado

Você não vai conseguir aplicar essas dicas de forma eficaz se não tiver o principal: um sistema de atendimento integrado. Afinal, é através do software que será possível centralizar as informações, manter o histórico do cliente, integrar os canais de comunicação, desenvolver uma base de conhecimento e muito mais! 

Além disso, esses softwares oferecem métricas como tempo médio de resolução e tempo médio de resolução por agente, o que simplifica a análise dos dados da sua equipe de suporte.

Por isso, você precisa conhecer o Movidesk, o melhor help desk do mercado! Com ele, é possível aplicar todas as dicas que falamos por aqui e melhorar a experiência do cliente. Converse com o nosso time de especialistas e encontre a estratégia ideal para a sua empresa! 🚀

Seu tempo médio de atendimento é o ideal? Fale com o nosso time de especialistas e descubra!