Por que fazer a gestão de ativos de TI? Ela é realmente necessária?

A gestão de ativos de TI cuida de todos os componentes tecnológicos, físicos e virtuais de uma empresa. Sua atuação inclui o controle de hardwares, computadores, integrações e demais itens que compõe as inovações do negócio e que são de patrimônio da empresa.

Gestão de ativos de TI

A gestão de ativos de TI é uma atividade essencial para todas as empresas?

Bom, imagine investir um alto capital em memória e processadores de última geração em uma empresa que só precisa de internet e um sistema leve nas atividades diárias.

Parece absurdo, não?

Este é um exemplo extremo, claro. Mas muitas empresas tomam decisões equivocadas relacionadas a investimentos em tecnologia porque não fazem gestão de ativos de TI. Essa conduta pode prejudicar tanto o financeiro quanto o estrutural da empresa.

O departamento de tecnologia é responsável pelo funcionamento eficiente e adequado de vários setores da empresa. Dessa forma, é importante que ele esteja atualizado, por dentro das tendências e com as melhores ferramentas.   

Para que isso seja feito, existe um conceito chamado Gestão de Ativos de TI. Sua função é cuidar dos componentes tecnológicos – sejam eles físicos ou virtuais – evitando assim o desperdício de recursos com investimentos ineficientes.

Quer saber quais as vantagens da gestão e controle de ativos de TI e como aplicar no setor de tecnologia da sua empresa? Continue a leitura e mãos à obra!

Que tal dar um up no seu atendimento? Clique aqui!

Quais os benefícios da gestão de ativos de TI?

Segundo dados do Gartner, a gestão de ativos de TI poderá proporcionar redução de custos de 30% por ativo no primeiro ano. E de 5% a 10% nos subsequentes.

Veja mais: Como reduzir custos na equipe de suporte: estratégias para a área de TI.

Aplicando a gestão de ativos de TI, você passa a monitorar:

  • Todos os elementos;
  • Versões;
  • Conexões;
  • Volume de utilização;
  • Entre outras características.

E, consequentemente, o acesso a possíveis falhas de arquitetura e perda de performance.

Diante disso, é possível estabelecer um plano de evolução contínuo, capaz de prever novas tendências e identificar quais recursos podem ser mantidos ou substituídos. O objetivo é manter um setor de TI pautado na qualidade e na segurança.

Leia mais sobre o assunto: Gestão estratégica de TI: o que é e porque usar na sua empresa.

Ou baixe nosso e-book sobre o panorama do setor de TI nas empresas brasileiras. Ele traz informações extremamente valiosas para o setor, tais como:

  • O dia a dia do setor de TI;
  • Os principais desafios;
  • Erros mais comuns da área;
  • Maneiras de deixar a equipe mais produtiva;

Como implantar e fazer uma boa gestão de ativos de TI?

Para que a gestão de ativos de TI seja percebida por seu valor estratégico, deve haver organização e nesse sentido algumas etapas são indispensáveis. Conheça abaixo;

1 – Prepare um inventário

Elaborar inventários dos ativos de TI serve como um apoio para a empresa a saber quais itens têm à disposição, assim como os que necessitam de reparo.

Hardwares, softwares e sistemas precisam ser catalogados e analisados a fim de manter a estrutura de TI o mais atualizada e alinhada possível com a estratégia da empresa.

Os inventários de ativos de TI podem ser elaborados com base em informações administrativas, tais como:

  • Data de compra;
  • Informações de garantia;
  • Custo.

E técnicas:

  • Tipo;
  • Fabricante;
  • Status;
  • Dados de hardware;
  • Softwares instalados;
  • Etc.

2 – Acompanhe o ciclo de vida dos ativos de TI

Ativos de software e hardware passam por um ciclo diferente.

Quando os ativos mudam de estágio, o repositório central deve ser informado e atualizado com informações como: motivo, data, hora, usuário que realizou a modificação e mais.

O acompanhamento do ciclo de vida gera maior controle sobre os ativos, bem como melhores tomadas de decisão sobre compra, reparo ou atualização. Prolongando, assim, a vida útil do sistema.

3 – Automatize alertas

A equipe de TI precisa sempre ser comunicada sobre as alterações na infraestrutura. Nesse contexto, é possível notificar os responsáveis para que sejam sempre alertados sobre as alterações por meio de alertas automáticos e softwares de gerenciamento de ativos de TI.

Essa é a maneira mais rápida para corrigir falhas, antes que elas gerem impactos mais graves.

4 – Integre as informações

Poder reunir todas as informações de diferentes fontes e cruzar dados em um único local facilita muito a vida dos gestores. Por meio de um sistema integrado é possível avaliar melhor as respostas de cada ativo para cada solicitação.

Por exemplo, um sistema de help desk permite que o registro de um determinado ticket de suporte seja rapidamente associado a um determinado ativo de hardware. Definindo, assim, a causa da demanda e armazenando um histórico que pode ser usado no futuro para influenciar um possível investimento.

Para implantar e manter uma gestão eficiente de ativos de TI é fundamental que a produtividade da sua equipe de TI seja a maior possível. Investir em uma boa equipe pode agilizar e facilitar esse processo.

Leia também o nosso artigo “Tempo de primeira resposta no atendimento: importância da mensuração” e fique por dentro desse conceito.

E lembre-se, para fazer uma boa gestão de ativos de TI é necessário manter os processos e tarefas organizadas entre os diferentes setores da empresa. E nessa hora, um software de tickets é essencial para te apoiar nessa estruturação!

[Fluxograma] Onde você está falhando com o seu cliente?

Onde você está falhando com o seu cliente?

Se você não usa nenhum sistema de gestão de TI ou não está satisfeito com a ferramenta em uso na sua empresa, vale a pena descobrir o sistema de Service Desk da Movidesk.  Quer entender melhor como funciona o Movidesk? Então vamos lá.

Faça gestão de ativos de TI com o Movidesk:

  • Centraliza todo seu atendimento (e-mail, chat e telefone) para facilitar a gestão dos tickets e melhorar a produtividade do seu time;
  • Automatiza processos e tarefas repetitivas com respostas automáticas, lembretes automáticos, gestão inteligente e colaborativa dos tickets;
  • Monitora suas principais métricas para acompanhar o cumprimento do SLA do seu service desk.

Ele é utilizado por empresas como Mormaii, Tirolez e Hambürg Sud e mais de 1.000 empresas Brasil afora. O Movidesk é um software completo, poderoso e simples, que melhora a produtividade do seu time de atendimento e auxilia os gerentes na análise de métricas e produção de relatórios. Ou seja, tudo que você precisa para implementar o SLA do seu Service Desk com sucesso !

Ficou curioso? Agende uma demonstração da Movidesk e entenda melhor estas funcionalidades. E não se esqueça de assinar a newsletter para receber notícias, artigos e informações em tempo real, assim que postadas.

Gestão de ativos de TI? Converse com nossos especialistas!

Deixe seu comentário