Entenda como a inteligência estratégica ajuda na tomada de decisão

É possível aplicar a inteligência estratégica em uma série de processos corporativos. Entre eles, estão a análise de indicadores, atuação preditiva, tomada de decisões, redução de custos, melhoria da reputação, controle operacional e manutenção de alta performance.

inteligência estratégica

Estar um passo à frente da concorrência é o diferencial das empresas que são líderes de mercado nos seus segmentos de atuação. O segredo delas é o uso da inteligência estratégica para diagnosticar cenários e implementar um plano de ação certeiro.

Basicamente, essa boa prática é o resultado de uma avaliação cíclica da organização. Isso significa que ela analisa o passado, o presente e as expectativas futuras da empresa para desenvolver um planejamento estratégico.

Neste artigo, você vai aprender mais sobre a inteligência estratégica e saberá por que adotá-la é fundamental para manter o seu negócio competitivo. Tenha uma ótima leitura!

O que significa inteligência estratégica?

De forma sintetizada, podemos definir a inteligência estratégica como uma parte das ciências administrativas, que é o resultado da combinação de diversas ferramentas para fazer análises de dados. As informações consolidadas a partir desses estudos são fundamentais para as tomadas de decisões do negócio.

A origem desse conceito vem do ambiente militar. No contexto das organizações, ele usa recursos humanos e tecnológicos para fazer diagnósticos precisos em diversas áreas dos negócios. No cenário macro, a sua aplicabilidade é feita no contexto financeiro e econômico, ou seja, no desempenho da empresa.

[Ferramenta] Diagnóstico de gestão de atendimento

Faça um diagnóstico gratuito do seu negócio e descubra pontos de melhorias para oferecer uma experiência incrível ao seu cliente!

Diagnóstico de gestão de atendimento

Por que ela é importante para a empresa?

Atuar de forma preditiva, desenvolvendo soluções inovadoras, e estar preparado para cenários de crise são alguns dos ganhos obtidos por meio da inteligência estratégica. Ela é um dos principais diferenciais competitivos de grandes marcas, como Netflix e Amazon, que utilizam a cultura data driven (direcionada por dados) somada a essa boa prática.

A inteligência estratégica pode ser usada para realizar estudos aprofundados sobre o cenário macro do negócio e também para desenvolver análises precisas de processos ou departamentos específicos. Por meio dos dados passados, ela consolida planos estratégicos para que as metas possam ser alcançadas.

Como ela pode ser aplicada ao negócio?

Nas rotinas produtivas organizacionais, é possível aplicar a inteligência estratégica, ou competitiva, em uma série de processos corporativos. Dessa forma, ela é uma boa prática “coringa” capaz de trazer muitas vantagens para a operação da sua marca. Uma dica interessante é conciliar a inteligência estratégica com o Método Delphi.

Essa metodologia consiste em um painel em que alguns especialistas fazem um debate, um estudo em relação a um determinado assunto de alta complexidade. A ideia é, por meio do compartilhamento das percepções desses profissionais, aliado às análises de dados da empresa e do mercado, que se pode desenvolver ações inteligentes. A seguir, confira as principais aplicações da inteligência estratégica nas organizações!

Análise de indicadores

Alicerce da inteligência estratégica, a análise de indicadores é essencial para se ter um retrato da empresa e conseguir compará-la com o ambiente externo. É por meio dos dados que se pode obter informações essenciais sobre o andamento sustentável da operação do seu negócio.

Para que essa análise seja feita, de fato, é necessário:

  • Definir metas alcançáveis;
  • Utilizar recursos tecnológicos, como ferramentas de Business Intelligence (BI ou Inteligência do Negócio);
  • Aplicar os indicadores mais aderentes ao processo.
Baixe o e-book Métricas de atendimento e aprenda a medir o sucesso da sua empresa!

Atuação preditiva

Um dos ganhos da aplicabilidade da inteligência estratégica é na atuação preditiva do negócio. Esse recurso é fundamental quando falamos em experiência do cliente e competitividade. Com a análise preditiva, é possível identificar os perfis das personas do seu negócio, desenvolver soluções mais personalizadas e antever possíveis problemas, já oferecendo suas respectivas ações corretivas.

Devido à transformação digital, ficou mais simples e prático fazer esse estudo. Pelas redes sociais, blogs e sites, por exemplo, é possível coletar uma gama de dados e tratá-los nas ferramentas de BI. Além disso, pode-se ter o acompanhamento dos indicadores em tempo real, ou seja, as atualizações são feitas de minuto em minuto.

Tomada de decisões

Os gestores estão postos em situações de decisão a todo momento. Grande parte delas pode até parecer simples para quem vê de fora. No entanto, uma decisão equivocada pode sair muito caro para os negócios. Por isso, o cargo de gestor deve ser confiado a profissionais com elevada expertise em relação à empresa e com a inteligência emocional aprimorada.

Redução de custos

No início deste artigo, falamos que a inteligência estratégica tem aplicabilidade no contexto financeiro e econômico do negócio, lembra? Bem, uma das frentes da sua atuação é o desenvolvendo de ações inteligentes para promover o crescimento sustentável do negócio por meio da redução de custos.

É possível melhorar a performance da sua empresa sem mexer no preço do seu produto e serviço. Isso é o resultado de análises profundas nos processos organizacionais, que permitem o encontro de oportunidades de melhorias. Às vezes, um simples redesenho de um fluxo operacional pode ocasionar uma drástica redução de custos. A aplicação de metodologias lean (enxutas) é uma das formas de alcançar esses resultados.

Melhoria da reputação

A forma como o mercado percebe a sua marca é, simultaneamente, resultado das suas ações estratégicas e insumo para entender em quais pontos é preciso aplicar melhorias. Quando a inteligência estratégica é usada na experiência do cliente, por exemplo, você está atuando em diversas frentes, entre elas a reputação da marca.

Controle operacional

Mais do que mensurar os resultados no acumulado ao final de um determinado período, é essencial ter o controle dos processos. Poder acompanhar o desempenho das estratégias é fundamental para corrigir a rota, caso seja necessário. É preciso realizar o controle porque ele é um recurso primordial para tomadas de decisões feitas de forma não planejada, ou seja, em situações que não foram previstas.

Manutenção da alta performance

O quanto o seu negócio é competitivo está diretamente ligado à sua cultura organizacional. Se ele aplica a inteligência estratégica para melhorar a experiência do cliente, fazer o gerenciamento do capital humano e atrair novos talentos, naturalmente, a alta performance é uma consequência que tem a sua manutenção feita de forma sistemática.

Como podemos ajudar a sua estratégia?

Coletar dados sobre os seus clientes e implementar soluções inovadoras é fundamental para otimizar o desempenho da sua empresa. A inteligência estratégica do seu negócio está fazendo isso? Somente assim é possível melhorar a experiência do consumidor com a sua marca.

Para tanto, você pode atuar implementando um atendimento omnichannel por meio de software que faz a coleta das informações dos clientes, além de gerar dados específicos sobre esse tipo de rotina produtiva. Com o Movidesk, a inteligência estratégica da sua empresa consegue atuar precisamente, tanto no desenvolvimento de análises como no encantamento dos clientes.

Se você quer alcançar um negócio que seja referência em experiência do cliente e alta performance, aproveite e teste a nossa ferramenta de atendimento gratuitamente, por 7 dias!

Faça um teste gratuito do Movidesk e melhore a sua inteligência estratégica!

Deixe seu comentário