Descubra agora o que fazer para focar mais no core business da empresa

Qual o core business da sua empresa? Essa é uma definição muito estratégica para que você invista seus esforços naquilo que é realmente necessário. Com isso, você pode se focar em ser o melhor naquilo que realmente importa. Para isso, forme times enxutos, terceirize tarefas e adote a automação. Saiba mais aqui!

core business

O termo “core business” vem do inglês e significa algo como “negócio central”. Refere-se à atividade-fim da empresa, ou seja, ao que ela realmente se propõe a fazer.

O core business de uma concessionária, por exemplo, é comercializar automóveis.

Por muitas razões, manter o foco no negócio central da empresa é importante.

  • Primeiro, porque é o que efetivamente gera lucro ao empreendimento.
  • Segundo, porque nenhuma empresa pode ser excelente em tudo; é preciso eleger o que é prioritário e ser realmente bom nisso.

Por fim, ter um core business claro ajuda na melhoria contínua.

Nos tópicos seguintes, vamos explicar como focar mais no core business da sua empresa, bem como garantir a obtenção de resultados superiores. Boa leitura!

Baixe o e-book Métricas de atendimento e aprenda a medir o sucesso da sua empresa.

Entenda claramente qual é o seu core business

Algumas empresas se propõem a fazer tantas coisas ao mesmo tempo que fica difícil delimitar seu core business.

Quando se trata de uma grande corporação, com recursos humanos e financeiros excedentes, tudo certo. Todavia, se tratando de empresas enxutas, com recursos na medida, é necessário ter bastante clareza sobre o negócio central.

Portanto, nossa primeira dica é: definir qual é o seu core business.

Nessa tarefa, é preciso refletir sobre três questões principais:

  1. O que você pretende entregar aos seus clientes finais?
  2. Quais são os processos-chave para que essa atividade-fim seja bem-sucedida?
  3. Sem qual atividade, hoje realizada, sua empresa não existiria?

Veja o exemplo da concessionária de carros novos.

Seu negócio central, como explicado, é comercializar automóveis novos. Para tanto, precisa de processos de atendimento, venda e financiamento, faturamento e entrega do veículo muito bem-estruturados.

Para ter certeza que delimitou o seu negócio central, é interessante escrevê-lo.

Pode ser uma frase curta, definindo sua atividade-fim e os processos mais importantes para que ela tenha vida.

Por exemplo, “comercializar automóveis novos por meio de processos de venda, entrega e pós-venda bem-estruturados”.

Assim, você e sua equipe serão bem direcionados.

Seja o melhor no que realmente importa

Definido o seu core business, há uma missão: ser o melhor no que realmente importa.

Muitos diretores têm a ambição de criar um negócio superior ao de seus competidores — e isso é ótimo.

Todavia, quando tentam ser “o melhor” em muitas vertentes, precisam investir um volume grandioso de tempo, energia e dinheiro, recursos que são escassos. Por consequência, geralmente, ficam em um meio-termo que prejudica sua competitividade.

Então, nossa segunda dica é: tenha clareza sobre o que realmente importa para os seus clientes e para a realização da sua atividade-fim. Depois, invista nisso com determinação e ânimo.

Alguns exemplos de pontos nos quais você pode tentar ser “o melhor” são:

  • agilidade;
  • credibilidade;
  • segurança;
  • preço baixo;
  • qualidade;
  • criatividade.

Se você opta por ser o melhor em termos de preço, dificilmente conseguirá ser o melhor em termos de qualidade ou credibilidade.

Por outro lado, se opta por ser o melhor em termos de agilidade, dificilmente será reconhecido como o mais criativo — afinal, boas ideias levam algum tempo.

Nesse caso, são decisões do tipo ou-ou: você é o melhor ou nisso ou naquilo.

[Ferramenta] Comparação de preços
Compare o Movidesk com outras ferramentas e descubra por que somos a plataforma mais completa do mercado!

Jogada de craque

Estruture sua equipe de front office e back office

Para focar no seu core business, é necessário que suas equipes de trabalho estejam muito bem-estruturadas.

Caso os profissionais não estejam nas posições certas e os times não entendam o que devem fazer, é muito difícil que a empresa cumpra sua atividade-fim com excelência e seja o melhor no que realmente importa, as duas dicas tratadas antes.

Para ficar mais claro, entenda o que é time de front e back office.

Front office

É uma tradução para a frente de trabalho.

Profissionais e times que têm contato direto com o cliente e devem transparecer a filosofia da empresa. Por exemplo, o time de atendimento, venda e pós-venda.

Back office

Composto por profissionais e times que estão na “retaguarda”.

Eles não têm contato direto com o cliente, mas são essenciais para que os processos funcionem bem. Por exemplo, time de TI, marketing e recursos humanos.

Portanto, primeiro, se reúna com o RH e delimite seus times de front e back office, depois esclareça como eles podem ajudar no core business da empresa.

Em seguida, se reúna com os próprios times, explique qual é a atividade-fim da empresa e o que realmente importa para o trabalho diário. Dessa maneira, poderá garantir que todos, a partir da base, estejam alinhados aos processos.

Cuidado com o que não é o core business

A discussão sobre core business é, em essência, sobre a atividade-fim da empresa. No entanto, existem diversas atividades-meio, isto é, tarefas secundárias, mas que são muito importantes para o funcionamento do empreendimento.

É preciso ter cuidado com elas.

Veja, por exemplo, a tarefa contábil.

A contabilidade não é a atividade-fim da sua empresa, mas é essencial para o seu funcionamento. Essas tarefas periféricas, que não são triviais ao trabalho diário, também precisam receber atenção. Veja como, adiante.

Forme times enxutos

Primeiro, você tem a opção de criar times enxutos.

São pequenos grupos de funcionários que contam com recursos suficientes para cuidar da tarefa em questão, mas sem afetar o core business da empresa.

Terceirize certas tarefas

Uma opção mais fácil é terceirizar algumas tarefas.

Uma empresa prestadora de serviços pode cuidar da sua atividade-meio com excelência. Enquanto isso, você foca no que é estratégico e crucial ao êxito do empreendimento.

Adote a automação

Algumas ferramentas são capazes de automatizar, total ou parcialmente, as tarefas-meio da empresa. Um software de Help Desk pode, por exemplo, tornar seu call center mais fluido, produtivo e acertado.

Nessa última dica, a palavra-chave é equilíbrio.

É preciso encontrar um meio para tocar com qualidade sua atividade-meio, mas sem prejudicar sua atividade-fim.

Como explicado, a criação de times enxutos, terceirização das tarefas ou adoção de tecnologias autônomas são soluções prováveis, então basta estudar o mais se adéqua à realidade da sua empresa.

A terceirização é, em muitos casos, a resposta certa.

É possível terceirizar diversos serviços, como o de segurança, cálculo contábil ou atendimento via call center dos seus clientes.

Para escolher uma boa empresa de terceirização, no entanto, é preciso avaliar a reputação dessa empresa no mercado, seus atuais clientes e o custo-benefício do serviço. Assim, fará uma boa escolha.

Gostou do nosso artigo, certo?

Aproveite, agora, para conhecer um pouco mais das soluções da Movidesk e avaliar como podemos ajudar você a manter o foco no seu core business. É só entrar em contato conosco. Vamos lá!

Fale agora com um especialista em atendimento online

Deixe seu comentário