Saiba como desenvolver a inteligência emocional no trabalho

Inteligência emocional é a capacidade de entender e gerenciar as próprias emoções. Ela é valorizada no ambiente corporativo por ajudar a avaliar o comportamento tanto de si mesmo quanto de outras pessoas. Aprenda a desenvolvê-la!

inteligência emocional

Se você lidera equipes ou tem contato direto com clientes, é fundamental que saiba como desenvolver a inteligência emocional.

Isso porque um gestor eficiente aumenta o moral da equipe, cria relacionamentos mais fortes no local de trabalho e ajuda os outros a enfrentar os desafios com mais segurança.

Essas habilidades não nascem com a gente, ou seja, ninguém nasce pronto.

A vida é um constante aprendizado. Por isso, é preciso treinar muito para se conhecer bem, entender os sentimentos que nos cercam, enxergar a humanidade das pessoas e saber administrar tudo isso numa boa.

Neste post, vamos apresentar o conceito de inteligência emocional, falar sobre a importância dela no trabalho e dar dicas para você aperfeiçoar a sua. Continue a leitura.

Baixe agora o e-book Xeque-Mate: para vender mais, o atendimento pode ser sua grande jogada.

Entenda o conceito de inteligência emocional

É a capacidade de entender e gerenciar as próprias emoções.

As pessoas que têm essa característica também têm habilidade para entender e influenciar as emoções e o comportamento dos outros.

Embora existam muitos tipos de inteligência, as diferenças são bastante significativas.

Inteligência emocional x inteligência cognitiva

Como vimos, a inteligência emocional é sobre identificar emoções em nós mesmos e nas pessoas ao nosso redor.

A inteligência cognitiva, por outro lado, está diretamente ligada à aquisição de conhecimento por meio de atenção, percepção, associação, raciocínio, memória, juízo, imaginação etc.

Saiba por que a inteligência emocional é valorizada no ambiente corporativo

Os líderes que tomam decisões por impulso porque não conseguem controlar as próprias emoções podem até perder o respeito dos colaboradores — sem contar com o fato de que o relacionamento fica extremamente abalado.

A inteligência emocional oferece um bom entendimento de si mesmo.

Será que o seu cliente está realmente feliz com o atendimento da sua empresa? Faça o teste e descubra!

Medido de insatisfação

Ela também ajuda a avaliar o comportamento das pessoas, facilita a empatia natural e resulta em ações mais ponderadas e deliberadas.

Afinal, a tomada de decisões corretas requer a compreensão de como os sentimentos afetam o julgamento, a produtividade, as atitudes etc.

Os melhores líderes têm consciência de suas fraquezas e limitações, bem como os pontos fortes.

Por exemplo, um gerente que não é um bom delegador, mas sabe disso, pode se esforçar mais para distribuir as tarefas e confiar nas pessoas responsáveis. A consciência interna não elimina as emoções das decisões, mas permite trabalhar com a racionalidade para não prejudicar o julgamento.

Além de tudo, inteligência emocional significa menos estresse no trabalho, já que a pessoa administra os conflitos do dia a dia com mais tranquilidade e consegue manter o equilíbrio na vida pessoal e profissional.

Confira dicas para você desenvolver a sua inteligência emocional

Não existe uma fórmula pronta para ser emocionalmente mais inteligente, mas algumas práticas são necessárias para conquistar o objetivo. Acompanhe.

Realize processos de autoconhecimento

Segundo Daniel Goleman, autor de diversos livros com tema em inteligência emocional, um dos pilares da IE é a autoconsciência.

Isso significa identificar e entender os próprios pontos fortes e fracos, além da capacidade de perceber os sentimentos em um determinado momento.

Uma ótima forma de ter consciência de si mesmo é fazer pausas.

São momentos que permitem parar, sentir a respiração e ficar ciente do que você está sentindo.

Esse exercício também pode ser feito por meio da escrita. Se achar necessário treinar, registre tudo em um caderno ou diário.

Seja a mudança que você procura

Deseja um comportamento emocionalmente mais inteligente da sua equipe? Defina o tom da empresa modelando a inteligência emocional que quer promover em vez de reagir a eventos ou circunstâncias.

Todo líder precisa dedicar algum tempo a pensar que tipo de comportamento é mais necessário no grupo ou para si mesmo.

Conheça e aceite as suas falhas

Boa parte das pessoas não conhece as próprias limitações.

Para conquistar a consciência e ser alguém cada vez melhor, é preciso entender e reconhecer as falhas.

Se você deseja aumentar seu potencial de liderança, comece a assumir a culpa por suas falhas e deficiências.

Praticar isso também aumenta seu nível de maturidade, porque você aprende a ser responsável por seus erros.

Pratique a empatia diariamente

Assim como a autoconsciência, a empatia também é um pilar da inteligência emocional.

É sobre como você se conecta com as pessoas, se vê no lugar delas e entende outros pontos de vista além do seu.

Quando você desenvolve a empatia, fica mais fácil se comunicar e isso ajuda bastante na construção de relacionamentos entre colegas de trabalho.

Para se tornar um líder eficaz, fale menos e ouça mais. Ao interagir com a equipe, pratique ouvindo o que estão dizendo em vez de formular respostas.

Seja sempre uma pessoa positiva

Negatividade gera negatividade, certo?

Observe isso quando estiver dirigindo. Se está atrasado ou tenso, fica mais inclinado a ser impaciente. Mas se vê uma perspectiva positiva, está mais inclinado a tomar o seu tempo, esperar a sua vez, soltar a buzina.

A positividade é boa e promove um comportamento calmo, o que leva a melhores interações. As pessoas nos tratam bem quando as tratamos bem. Cultive uma mentalidade tranquila e seja grato pelo que está funcionando na sua vida.

Além disso, a positividade também influencia muito na satisfação do seu cliente. Descubra mais sobre isso no vídeo abaixo:

Assuma a responsabilidade pelos seus sentimentos

Somos responsáveis ​​pela forma como tratamos os outros.

Quando alguém nos causa frustração, podemos culpá-lo pela infração ou tirar o melhor disso para superar.

Assumir a responsabilidade por nossos sentimentos envolve autoconsciência e autocontrole, dois componentes fundamentais da inteligência emocional.

Não leve as coisas para o lado pessoal

O feedback de outras pessoas define quem você é. Então, considere-os como dados úteis e não como uma avaliação pessoal.

Procure absorver os fatos com base na lógica em vez da emoção.

Quando se adota uma abordagem de baixo para cima, construindo a cultura consciente com todos os membros da equipe, o resultado mais esperado é o sucesso

Gostou de saber como desenvolver a inteligência emocional?

É claro que não dá para ser excelente da noite para o dia. Ou seja, leva tempo para dominar a sua IE.

Acontece que é possível melhorar se você treinar todos os dias. No fim das contas, é sobre o tipo de vida que deseja viver.

Que tal compartilhar este artigo para que outras pessoas possam ler e aprender mais sobre o tema?

Fale agora com um especialista em atendimento online

Deixe seu comentário