Política de privacidade: como funciona e como implementar

A política de privacidade é um documento que explica quais informações você coleta dos seus clientes enquanto eles navegam em seu site. Para implementá-la, estude as normas da LGPD, conheça o perfil do público, avalie suas necessidades de coleta de dados, tenha uma documentação clara e invista em ferramentas eficazes.

política de privacidade

Nos últimos anos, o maior acesso à tecnologia digital permitiu mudanças amplas na forma como empresas e clientes se comunicam. É praticamente impossível imaginar um negócio que não tenha um site e perfis em redes sociais. Porém, junto dessas facilidades, também veio uma série de desafios, principalmente no que diz respeito à coleta de dados e ao uso ético de informações.

Diante desse cenário, cada empresa passou a desenvolver uma política de privacidade para guiar a forma como os dados de seus clientes são usados. E, se você ainda não adotou uma política dessas em sua empresa, precisa corrigir isso o quanto antes.

Para ajudar a entender melhor esse assunto, trazemos mais informações sobre o tema, explicando o que é uma política de privacidade, qual é sua importância para a empresa e como você pode elaborar a sua. Acompanhe!

[eBook] Como medir o sucesso da sua empresa?

O ABC da Pesquisa de Satisfação

Para que serve a política de privacidade?

A política de privacidade é um documento que explica quais informações você coleta dos seus clientes enquanto eles navegam em seu site, além das formas como tais dados podem ser utilizados por você em seu dia a dia de trabalho. Tudo isso levando em conta certas restrições estabelecidas por lei.

Em geral, quando uma pessoa entra em seu site, ela deve imediatamente ver uma janela perguntando se aceita os termos de privacidade estabelecidos pelo seu negócio. Caso continue navegando ou confirme explicitamente, isso conta como consentimento e tem valor legal. É como se o usuário assinasse um contrato dizendo que está ciente das condições e as aceita.

Por que é importante investir nessa política?

A ideia de ter normas de privacidade e uso de dados é relativamente recente, mas já bem estabelecida em muitos espaços. A seguir, alguns motivos para elaborar e refinar também uma política de privacidade em seu negócio.

Respeitar a Lei Geral de Proteção de Dados

Como você já deve saber, é bem fácil coletar grandes quantidades de informação de um cliente enquanto ele navega em seu negócio, tanto informações básicas, como IP e e-mail, como também informações sobre as outras abas que ele acessa.

Diante disso, a Lei Geral de Proteção de Dados, ou LGPD, foi criada para garantir que as informações pessoais de usuários online não sejam utilizadas de forma ilegal ou antiética. Dessa forma, certos dados não podem ser coletados, ou não podem ser usados livremente.

Garantir transparência para os seus clientes

Para vários usuários, é importante saber como suas informações pessoais serão usadas ao longo do tempo. Nesses casos, ter uma política de privacidade bem clara e transparente ajuda a transmitir mais credibilidade ao seu público, especialmente quando se trata de um cliente de alto valor para o seu negócio.

Formalizar os processos de segurança de dados

Além de ser um documento que estabelece um acordo com o usuário, essa política também auxilia nos processos internos de proteção de informações. Se você já tem em mente que certas informações serão usadas como parte de seu processo de decisão, então esses procedimentos podem ser elaborados já pensando em como garantir a maior segurança desses dados.

Como montar uma boa política de privacidade para sua empresa?

Agora que você entende a importância de ter um termo de privacidade bem esclarecido, o próximo passo é saber como colocar essas ideias em prática. E, dependendo do contexto, pode ser bem difícil saber por onde começar.

Para ajudar com isso, listamos aqui alguns passos que podem facilitar o processo. Acompanhe!

Estude as normas da LGPD

Como já mencionamos, a Lei Geral de Proteção de Dados foi criada com a intenção de evitar o uso antiético dos dados de pessoas físicas enquanto navegam na internet, dando às empresas mais responsabilidades com relação às informações que coletam. E, para respeitar essas normas, você precisa conhecer o texto da lei. Se estiver em dúvida, esse é sempre o melhor ponto de partida.

Conheça o perfil do seu público

Diferentes perfis de cliente podem ter mais ou menos preocupações com relação aos seus dados pessoais e à forma como eles serão usados. Entender esse limite e como você pode respeitá-lo é a chave para uma política de privacidade bem-sucedida. Se o seu público tem alguma restrição ou reserva com relação a esse tópico, esteja certo de incluí-lo em suas normas.

Avalie suas necessidades de coleta de dados

É necessário ter uma grande fonte de informação para nutrir estatísticas e tomar decisões, isso é um fato no mundo corporativo atual. Porém, nem toda informação é realmente relevante para a sua empresa. Sendo assim, tenha em mente também quais dados você realmente precisa acompanhar. Se algo se provar menos relevante, pode ser melhor não fazer uso desses dados.

Tenha uma documentação clara da sua política

A forma como você redige sua política de privacidade também faz uma grande diferença em sua efetividade e validade. É preciso que os termos sejam legalmente completos, com referência às leis certas quando necessário. Porém, também é importante que um usuário comum possa compreender o conteúdo sem muita dificuldade. Afinal, são eles quem devem ter ciência de suas implicações.

Invista em ferramentas que assegurem essa privacidade

Não adianta muito ter uma política de privacidade e não conseguir mantê-la na prática. Dessa forma, não basta simplesmente usar a informação de forma ética, você também precisa garantir que ela está devidamente protegida contra violações, mesmo que acidentais.

Sendo assim, você precisa adotar algumas ferramentas que contribuam com esse aspecto da sua tarefa. Um sistema de gestão seguro e eficiente, por exemplo, ajuda a sua empresa a se prevenir contra violações de dados, além de facilitar a categorização da informação.

Como o Movidesk pode ajudar?

Se você está em busca de um sistema de gestão para ajudar a implementar os termos de privacidade da sua empresa, então o Movidesk certamente pode te ajudar bastante. Com a nossa plataforma, você poderá administrar e coletar facilmente as informações mais importantes, além de controlar o acesso a elas. Além disso, ela apresenta várias funcionalidades que também contribuem com a melhor gestão do seu negócio.

Quer confirmar essas vantagens? Então, entre em contato conosco e veja como o Movidesk pode te auxiliar!

Faça uma demonstração gratuita do Movidesk!

Deixe seu comentário