É seguro usar um SaaS?

É seguro usar um SaaS
É seguro usar um SaaS

O interesse em SaaS aumentou nos últimos anos, e a tendência é de que este continue sendo o modelo dominante de uso da nuvem no futuro. Por oferecer excelente custo/benefício, alta flexibilidade e desempenho melhorado, o software como serviço provavelmente já faz parte da rotina de seu negócio. Entretanto, muita gente ainda se pergunta se é seguro usar um SaaS em seus processos e como afastar vulnerabilidades de suas operações, sem perder a oportunidade de migrar para o modelo mais eficiente.

Veja o que procurar na escolha de uma ferramenta, entenda a importância de políticas de uso eficazes e saiba como reforçar a segurança local no artigo que responde de uma vez por todas se é seguro usar um SaaS. Acompanhe!

Verifique se o fornecedor garante autenticações eficientes

Migrar de aplicações locais para software sob demanda não precisa colocar suas operações em risco. Mas a segurança de aplicativos precisa ser uma preocupação desde o acesso.

É seguro usar um SaaS quando provedores com expertise na entrega desse tipo de serviço contam com autenticação segura e sistemas de monitoramento capazes de impedir acessos indevidos. Para garantir isso, busque as seguintes características junto ao fornecedor:

  • conexões seguras via HTTPS;
  • monitoramento de acessos;
  • criptografia para proteger as informações armazenadas na nuvem.
  • SAS 70 tipo II.

Defina políticas de uso apropriadas

Políticas de uso são fundamentais para que sua empresa não corra riscos com SaaS. Defina quem tem acesso a informações sensíveis, se elas podem ser acessadas de qualquer lugar ou apenas por meio de IPs seguros e conexões autorizadas e fortaleça a proteção em torno dos dados sensíveis de clientes e parceiros. Um template como o do IT Manager pode ajudar na hora de definir as regras gerais, mas alguns ajustes podem ser necessários para torná-lo ainda mais adequado à sua organização.

Considere os fluxos de trabalho de seus colaboradores ao definir que tipo de poderes de administração eles têm em cada ferramenta.

Confie em seu provedor, mas não esqueça do básico

Boa parte da segurança de uso em um SaaS depende do provedor do serviço, que deve ser certificado e passar por auditorias frequentes a fim de determinar sua habilidade na proteção de dados confidenciais armazenados em sua ferramenta. Entretanto isso não significa que localmente não devam ser tomadas algumas precauções, como manter seus antivírus atualizados e a implementar de senhas seguras no acesso às plataformas.

Não migre tudo para a nuvem

Toda empresa tem dados que não podem vazar de forma alguma. Para estes, escolha o armazenamento local e estratégias específicas para isolar essas informações do contato com pessoal não autorizado. Deixe na nuvem aquilo que se beneficia de sua integração e proteja de outra forma dados que não precisam ser acessados com tanta frequência, flexibilidade ou sem autorização expressa. Lembre-se de que essas informações precisam ser tratadas de forma diferente, quanto a backups, por exemplo.

Sabendo que é seguro usar um SaaS sua empresa pode migrar de forma confortável para ferramentas mais eficientes, econômicas e escaláveis. O custo de investir na tecnologia retorna rapidamente para seu caixa, mas a melhoria nos processos é definitiva.

Quer saber tudo o que precisa para aumentar a qualidade dos softwares seguros na nuvem? Siga nossas redes sociais — acesse o Facebook, YouTube, Google+ e Twitter — e não perca nenhuma novidade!

Deixe seu comentário