Monitoramento da infraestrutura de TI: benefícios e dicas

O monitoramento da infraestrutura de TI é o acompanhamento do desempenho de toda a estrutura de TI. O objetivo principal é garantir que todos os serviços e equipamentos estejam funcionando no nível máximo de eficiência e segurança para os quais foram desenvolvidos.

monitoramento da infraestrutura de ti

A área de tecnologia da informação lida com dados e estruturas extremamente delicadas e importantes para qualquer empresa. O que, naturalmente, demanda um processo de monitoramento da infraestrutura de TI para garantir a segurança da informação e performance dos serviços.

Com a alteração da importância dada ao setor de TI, aumentou sua participação em questões estratégicas dentro das empresas, impulsionou maiores investimentos na área e possibilitou um aumento da qualidade e complexidade de sua infraestrutura.

Mas, como já sabemos, não existe evolução estrutural sem uma alteração substancial no quesito gerenciamento e monitoramento. É exatamente aí que gostaríamos de chegar: monitoramento da infraestrutura de TI.

Imagine que uma empresa faça um investimento em uma ferramenta de atendimento ao cliente. Mas, simplesmente, não realiza o monitoramento a respeito da sua estabilidade, segurança dos dados dos usuários ou eficiência nos acordos de níveis de serviço.

As chances de que os objetivos esperados ao implantar o software não sejam alcançados tal como esperado são enormes. Mas, existem alguns outros pontos críticos de não se fazer o correto monitoramento da infraestrutura de TI. Quer saber mais?

Então, continue conosco e vamos ver o que é exatamente monitoramento da infraestrutura de TI, benefícios de implantá-lo e algumas dicas de como fazê-lo de forma adequada.

Esses 5 cases de sucesso vão te inspirar a investir mais no seu atendimento.

Infraestrutura de TI

A infraestrutura de TI inclui:

  • Hardwares;
  • Softwares;
  • Redes;
  • Instalações;

Além, é claro, de todos os equipamentos usados para desenvolver, testar, fornecer, monitorar, controlar ou suportar serviços de TI.

Como você deve ter notado é um conjunto muito extenso e com inúmeras possibilidades de erros, falhas e ineficiências. O que é extremamente preocupante financeiramente. Você sabia que, segundo a IDC, existe uma previsão de que até 2022 mais de 50% do PIB da América Latina virá da economia digital?

Consegue imaginar a responsabilidade que o setor de tecnologia da informação terá para absorver, controlar e monitorar esse avanço? Pois é, o monitoramento da infraestrutura de TI precisará ser cada vez mais aprofundado e crítico. 

Mas, como exatamente funciona o monitoramento da infraestrutura de TI?

Monitoramento da infraestrutura de TI

Como o próprio nome sugere, o monitoramento da infraestrutura de TI é o acompanhamento do desempenho de toda a estrutura de TI. O objetivo principal é garantir que todos os serviços e equipamentos estejam funcionando no nível máximo de eficiência, e segurança, para os quais foram desenvolvidos.

Parece simples, certo? Bom, mais ou menos. Com o aumento da complexidade das ferramentas disponíveis, o monitoramento da infraestrutura de TI precisa ser profundo o suficiente para analisar o desempenho de estruturas diretas e indiretas.

E, como você deve imaginar, existem tipos diferentes de monitoramento baseados no conjunto de sistemas, redes, softwares e hardwares que a sua empresa tem em atividade. Vamos conhecer alguns dos modelos mais comuns:

Simples

Esta categoria de monitoramento consiste em um sistema binário de monitoramento. A ideia é estabelecer um sinal, ou ping, que avisa se aquele determinado serviço ou processo foi executado com sucesso. Caso positivo há uma resposta automática 1. Caso não haja o ping, o retorno é 0.

O nome faz jus a este sistema de monitoramento, não é mesmo? Por isso ele é um dos menos usados atualmente. Afinal, a avaliação é extremamente superficial e não coopera muito com a formulação de estratégias e melhorias.

Agentes

O segundo tipo de monitoramento da infraestrutura de TI é mais complexo e personalizável. A instalação de um agente do software no sistema pode fazer o monitoramento de métricas, dados, memória e até outras mais complexas se a estrutura de TI demandar.

O ponto mais positivo desta forma de monitoramento de TI é a maleabilidade. Afinal, é possível aumentar ou diminuir sua complexidade de acordo com a necessidade estrutural do setor de tecnologia da informação.

[eBook] Boas práticas de atendimento: como encantar o cliente moderno?

Boas práticas de atendimento

Protocolo Simples de Gerenciamento de Rede (SNMP)

Simple Network Management Protocol, ou Protocolo Simples de Gerenciamento de Rede, é o tipo de monitoramento da infraestrutura de TI mais utilizado por empresas que terceirizam alguns serviços e possuem diferentes fornecedores.

“O SNMP tem como base o modelo de gerência OSI, e procura dentro de um mesmo domínio ou conjunto de domínios gerenciar os elementos de rede, produzindo informações relevantes sobre o status dos elementos ativos da rede e estatísticas importantes para o funcionamento da mesma, como: utilização, taxa de erros, vazão, nível de colisão, entre outras.

São definidos quatro componentes básicos: os nós gerenciados (agentes), as estações de gerenciamento (gerentes), as informações de gerenciamento (MIBs) e o protocolo de gerenciamento (SNMP), conforme mostrado na figura anterior.”

Assista o vídeo abaixo para entender melhor:

Estes são alguns dos tipos de monitoramento da infraestrutura de TI, mas não são os únicos. Quer se aprofundar mais nestes e em mais alguns modelos? Então mande-nos uma mensagem e faremos este conteúdo especialmente para você.

Você também vai se interessar: + de 10 benefícios do ITIL para você se decidir agora!

Por que você precisa fazer o monitoramento da infraestrutura de TI?

Por que você precisa fazer o monitoramento da infraestrutura de TI?

Períodos de ineficiência e instabilidade são vistos, por algumas empresas, como algo natural no cotidiano tecnológico. E, exatamente por isso, muitas não consideram os impactos do não monitoramento da infraestrutura de TI.

Por outro lado, temos inúmeras pesquisas sobre reclamações referentes a performance dos serviços tecnológicos e o quanto isso impacta na experiência do consumidor

A consequência direta, portanto, do não monitoramento da infraestrutura de TI é o aumento das falhas e a piora na satisfação do cliente. E vale ressaltar que estamos falando tanto no âmbito B2B, quanto B2C. 

Veja também: Big Data e atendimento ao cliente: como melhoram a satisfação?

Vamos, portanto, aos principais benefícios do monitoramento da infraestrutura de TI.

Vida útil dos equipamentos

Realizar um investimento em tecnologia demanda muito planejamento, afinal, precisamos saber exatamente qual será o ROI e quanto tempo levará para alcançar o retorno esperado. Se você fez este planejamento, com certeza, tem entre os itens principais de avaliação a vida útil dos equipamentos. 

Com o monitoramento da infraestrutura de TI este item pode ser prolongado. Afinal, é durante este processo que o gestor pode escolher o uso ideal dos equipamentos, ferramentas e sistema. Além, é claro, de identificar falhas e deficiências antes que elas danifiquem ou comprometam os equipamentos.

Eficiência

Este é um dos benefícios mais óbvios do monitoramento da infraestrutura de TI. Quando estabelecemos algumas práticas, estratégias ou implantamos novas ferramentas a eficiência está ligada diretamente ao monitoramento e agilidade na correção de itens falhos.

Veja também: Os 3 desejos que a relação entre tecnologia e produtividade pode realizar.

Redução de custos de TI

O setor de TI é, atualmente, um dos mais caros para as empresas. Afinal, os investimentos em implantação, atualização e manutenção costumam ser muito altos. Portanto, um dos principais objetivos do gerenciamento de TI é reduzir custos. E o monitoramento é uma das melhores formas de fazer isso. 

Com ele, os gestores podem prevenir falhas baseados nos históricos de cada equipamento, ter uma postura proativa na resolução de erros e evitar o retrabalho. Tanto por parte da equipe, quanto dos equipamentos. 

O que, naturalmente, diminui consideravelmente os custos de TI e garante que TCO (Total Cost of Ownership) seja mantido.

Veja também: O que é ITSM (gerenciamento de serviços de TI): benefícios e melhores práticas de gerenciamento de serviços de TI.

Diminuir Downtime

Podemos dizer que este benefício do monitoramento da infraestrutura de TI está diretamente ligado a questão da eficiência. Afinal, downtime nada mais é do que intervalos de inatividade das redes e sistemas. E isso é um sinal claro de eficiência – ou ineficiência. 

Fazer o monitoramento da infraestrutura de TI permite que as resoluções necessárias sejam feitas mais rapidamente e possam ser armazenadas de forma a servir de base para estratégias e atualizações futuras. Desta forma podemos diminuir o downtime exponencialmente. 

Veja também: 8 erros que um gestor de TI não deve cometer.

3 dicas de como fazer um bom monitoramento da infraestrutura de TI

3 dicas de como fazer um bom monitoramento da infraestrutura de TI

1 – Defina métricas

A definição e o acompanhamento das métricas são passos importantes no monitoramento da infraestrutura de TI. Com esta análise você consegue identificar onde estão e quais são os pontos fortes e fracos da sua estrutura de TI.

São, portanto, ótimas soluções para identificar falhas operacionais, nortear tomadas de decisões e identificar oportunidades. Além, é claro, de reduzir consideravelmente os níveis de incerteza.

2 – Gere relatórios

Definir métricas e analisá-las são ótimas práticas de monitoramento da infraestrutura de TI, mas é indispensável que esse acompanhamento seja documentado e relatórios sejam feitos com frequência. Só assim podemos estabelecer um padrão de monitoramento e aumentar efetivamente a qualidade e níveis de serviço (SLA em TI).

Outro ponto muito interessante dos relatórios de monitoramento da infraestrutura de TI é o acesso mais rápido a soluções anteriores. O que, naturalmente, diminui o tempo de resolução de falhas.

3 – Utilize ferramentas que facilitem o monitoramento

Existem muitos sistemas, SaaS, softwares e ferramentas que ajudam na obtenção de dados e informações referentes a performance da infraestrutura de TI. As mais indicadas são aquelas que sinalizam falhas, arquivam informações e, claro, mensuram o quanto o cliente está satisfeito com a eficiência dos serviços de TI.

Veja também: Informática e gestão nas empresas: 6 ferramentas para tornar essa dupla imbatível!

Se você ainda não possui um sistema para ajudar no monitoramento da infraestrutura de TI precisa conhecer a Movidesk. 

Se você ainda não possui um sistema para ajudar no monitoramento da infraestrutura de TI precisa conhecer a Movidesk.

Movidesk

O sistema de Service Desk da Movidesk é um exemplo de ferramenta robusta para auxiliar no monitoramento da infraestrutura de TI e melhorar a experiência do usuário. Veja algumas de nossas funcionalidades:

  • Centralizar todo seu atendimento (e-mail, chat e telefone), facilitar a gestão dos tickets e melhorar a produtividade do seu time;
  • Automatizar processos e tarefas repetitivas com respostas e lembretes automáticos, gestão inteligente e colaborativa dos tickets;
  • Monitorar suas principais métricas para acompanhar o cumprimento do SLA do seu service desk;
  • Melhorar a produtividade do seu time de atendimento;
  • Auxiliar gerentes na análise de métricas e produção de relatórios.

Gostaria de fazer um teste para conhecer essas e mais funções? Agende uma demonstração da Movidesk!

Ah, não se esqueça de assinar a newsletter para receber notícias, artigos e informações em tempo real, assim que postadas.

Teste grátis o Movidesk por 7 dias