Maturidade digital: saiba como afeta os negócios e como testar na empresa

O aumento da produtividade, maior precisão diária, melhor visibilidade no mercado e maior adaptação às mudanças são alguns dos benefícios da maturidade digital. Saiba mais!

maturidade digital

Os mercados estão passando por uma forte transformação digital, resultado da chamada indústria 4.0. Em outras palavras, significa dizer que os processos estão mais digitais e que as pessoas estão mais conectadas. E isso exige mais maturidade digital das empresas.

Na medida em que um alto grau de maturidade é alcançado, o negócio pode obter uma série de vantagens, como o aumento da agilidade nas rotinas de trabalho, a melhor conexão com as partes interessadas no negócio (stakeholders) e a maior visibilidade no mercado. Por outro lado, um baixo grau de maturidade digital pode resultar em múltiplos prejuízos.

Sabemos o quanto a maturidade digital é algo importante. Por isso, criamos este artigo para você. Hoje, vai entender os efeitos da maturidade digital e como testá-la. Continue!

    [Ferramenta] Qual é o nível de maturidade do seu suporte?

    Jogada de craque

    O que é maturidade digital e quais seus estágios?

    É razoavelmente fácil entender o que é maturidade digital, chega a ser até intuitivo. De forma resumida, ela refere-se à forma como sua empresa lida com itens digitais (como ferramentas, canais, dados e assim por diante) e extrai resultados deles. Quanto maior a maturidade, melhor.

    Há muitas formas de classificar essa maturidade. O Boston Consulting Group (BCG), por exemplo, mensura a maturidade digital com base na forma como a empresa utiliza dados, classificando-as nos estágios: nascente, emergente, conectada e multimomento.

    Neste artigo, vamos facilitar um pouco e assumir a existência de quatro níveis. São eles:

    Nível 1: refere-se às empresas “paradas”, que ainda não começaram a se ajustar à quarta revolução industrial e possuem poucos processos digitalizados.

    Nível 2: no segundo nível, existem empresas mais maduras. Elas entendem a relevância do assunto e, pouco a pouco, estão ajustando seus processos diários.

    Nível 3: empresas que têm um bom grau de maturidade, já comercializam pela web, atendem por meio de plataformas digitais e utilizam as redes sociais para vender.

    Nível 4: são as empresas mais maduras, que utilizam o que há de melhor no mundo digital. Analisam dados, automatizam processos e atendem clientes de forma omnichannel.

    As empresas de nível 1, imaturas, correm um grande risco. Na medida em que o mercado torna-se mais competitivo, elas podem perder espaço. Empresas nível 3 e 4 estão mais bem posicionadas e podem competir com maior qualidade, o que eleva seus resultados.

    Como a maturidade digital afeta positivamente sua empresa?

    Na medida em que uma empresa avança do nível 1 para o nível 4, pode obter uma série de vantagens. O aumento da produtividade, da visibilidade da marca e da precisão são exemplos. Nos tópicos seguintes, explicamos melhor os benefícios. Continue sua leitura!

    Aumento da produtividade

    O quanto você consegue entregar, dados os seus atuais recursos? Algumas empresas fazem muito com pouco, enquanto outras fazem pouco com muito. A relação entre os recursos usados e suas entregas é o que define seu grau de produtividade.

    Felizmente, na medida em que você digitaliza seus processos diários, consegue entregar melhores resultados — e, por conseguinte, aumenta sua produtividade. Portanto, empresas digitalmente maduras costumam ser mais produtivas, pois fazem mais com menos.

    Movidesk - E-book - Produtividade em equipes de atendimento e engajamento profissional

    Maior precisão diária

    O sucesso de uma empresa depende de muitas coisas, sobretudo do seu nível de precisão. Se os erros são frequentes, custa caro manter o negócio e geralmente não compensa o custo de oportunidade. É preciso, portanto, buscar por precisão.

    Novamente, a maturidade digital é algo crucial. Empresas que se utilizam da tecnologia têm mais facilidade para analisar dados, monitorar tarefas, automatizar rotinas e avaliar as causas dos seus principais problemas. Assim, tornam-se mais precisas no que fazem.

    Melhor visibilidade no mercado

    O velho jargão “quem não é visto, não é lembrado” nunca foi tão verdadeiro. Em um mundo digital, no qual clientes estão constantemente conectados, empresas digitalmente ausentes podem ser esquecidas, deixadas em segundo plano.

    O oposto também é verdadeiro. Empresas digitalmente maduras conseguem obter algum grau de destaque, afinal, conectam-se melhor à sua audiência e oferecem os produtos (bens e serviços) certos — o que resulta em mais vendas.

    Maior adaptação às mudanças

    Em um mundo em constante movimento, a gestão da mudança é um item elementar. O problema é o seguinte: se sua empresa é enrijecida demais, mantendo-se no nível 1, toda e qualquer mudança parece mais difícil — demanda mais tempo, energia e dinheiro.

    Por outro lado, empresas com maturidade digital são mais flexíveis. Muitos dos seus processos digitais, assim como seus produtos e canais de atendimento. Isso confere um maior grau de adaptação ao negócio, que permite a ele se ajustar com velocidade.

    Como testar o nível de maturidade do seu empreendimento?

    É um exercício que depende de honestidade e autoanálise. Você não necessita de uma consultoria externa para dizer se sua empresa é digitalmente madura ou imatura, apesar de ser uma opção. A questão é: como, exatamente, analisar essa maturidade?

    Para fazer essa análise, vamos realizar uma dinâmica! Nos próximos tópicos, faremos três afirmações e você deve respondê-las com apenas uma destas alternativas: i) discordo ; ii) não concordo nem discordo; iii) concordo. Confira, agora, nossa sequência de afirmações.

    • Tenho muitas tecnologias que facilitam o expediente de trabalho;
    • Meus funcionários são bem treinados para lidar com essas tecnologias;
    • Na minha empresa, existe uma cultura que valoriza a tecnologia;
    • Minha empresa está bem ajustada ao que há de moderno no meu mercado;
    • Tenho processos que ocorrem de forma totalmente automatizada;
    • Analiso dados internos para identificar falhas e/ou gerar novas ideias;
    • Atendo meus clientes por meio de canais digitais (como chat ou redes sociais);
    • Utilizo as redes sociais para vender mais e disseminar minha marca;
    • Meu posicionamento digital oferece uma melhor experiência ao cliente.

    E então, a maior parte das suas respostas foi i) discordo; ii) não concordo nem discordo; ou iii) concordo? Se foi “concordo”, parabéns! Sua empresa deve estar entre o nível 3 ou 4 de maturidade digital. Se foi “discordo” ou “não concordo nem discordo”, tenha cuidado! Sua empresa pode estar nas etapas iniciais de maturidade digital. Você pode (e deve) melhorar.

    Enfim, agora você está por dentro do assunto, sabe o que é maturidade digital, como isso afeta seu empreendimento e como avaliar seu atual grau de maturidade. Para finalizar, vamos deixar um conselho: busque sempre por boas ferramentas digitais. Elas, além de tornarem seu trabalho mais fluido, garantem mais precisão e padronização diária.

    Gostou do nosso artigo? Aproveite, então, para entrar em contato conosco e descobrir como podemos ajudar você a aumentar sua maturidade digital. Vamos lá!

    Faça uma demonstração gratuita do Movidesk!

    Deixe seu comentário