Por que adotar a estratégia Direct to Consumer (D2C) na empresa?

O D2C é um modelo de vendas sem intermediários. Por meio dele, é possível alcançar o público-alvo diretamente e, assim, comercializar os próprios produtos com vantagens especiais. Entre os seus benefícios, estão a redução de custos, melhora no serviço prestado, qualidade no atendimento e satisfação do cliente.

Direct to Consumer

Você já ouviu falar em Direct to Consumer (D2C), mas não sabe exatamente o que significa? Calma. Fique tranquilo que nós vamos explicar. Você se lembra de que, antes do surgimento da internet, o consumidor tinha duas opções para comprar? Ou ele encomendava o produto e aguardava o envio pelos correios ou ia a uma loja física.

Com o aumento do comércio eletrônico, surgiu outra opção: vendas diretas. Ou seja, agora os fabricantes com experiência em tecnologia têm a opção de pular a etapa do varejo para comercializar e vender os produtos diretamente para o público.

Para que você entenda melhor, neste artigo vamos conceituar o D2C, citar as principais vantagens de usar esse recurso e dar dicas práticas para implementá-lo. Boa leitura!

Baixe agora o e-book Xeque Mate: para vender mais, o atendimento pode ser sua grande jogada.

O que é Direct to Consumer?

É um modelo de vendas sem intermediários. Por meio dele, é possível alcançar o público-alvo diretamente e, assim, comercializar os próprios produtos com vantagens especiais, como preços mais baixos. Antes, isso só poderia ser feito com a ajuda de catálogos e pedidos por correspondência, mas o e-commerce tornou tudo mais fácil.

O marketing direto ao consumidor (às vezes chamado de marketing DTC ou D2C) é a forma pela qual os fabricantes alcançam os compradores desde a manutenção de um site até o marketing de produtos nas mídias sociais, ou a compra de espaço para anúncios online e outras ações.

Quais vantagens oferece?

Confira bons motivos para investir na ideia e garantir todos os benefícios para o seu negócio!

Redução de custos

Quando várias etapas entre você e o cliente são eliminadas, é possível se livrar também de obstáculos que diminuem os lucros. Por exemplo, se a sua empresa vende o produto por meio de atacadistas e varejistas, precisa oferecê-lo a um preço baixo o suficiente para alguém revendê-lo. Esse problema não acontece na venda direta, o que acaba barateando os custos.

Melhor serviço

De modo geral, a venda direta acompanha o acesso às informações e suportes mais precisos. Quem conhece seus produtos melhor que você? Ninguém. Consultas diretas, devoluções e problemas de serviço geralmente são tratados de maneira mais rápida e adequada.

Por um lado, a cadeia de comunicação é menor sem intermediários de varejo. Por outro, a marca tende a se preocupar mais com a experiência do cliente e as opiniões sobre o produto.

Qualidade no atendimento

Os consumidores, em especial as gerações mais jovens, buscam a confiança na marca, algo quase impossível de obter por meio da publicidade tradicional. Uma ótima maneira de alcançar esse objetivo é lançar mão de visibilidade, transparência, multicanalidade e interação pessoal.

Você pode começar a construir o valor da marca reavaliando o seu sistema de comunicação e centralizando todas as solicitações de atendimento em uma única ferramenta. 

Satisfação do cliente

Uma vez que existe conexão pessoal, os clientes não apenas têm mais chances de comprar outros produtos, mas também incentivam outras pessoas a fazerem o mesmo. É como a diferença entre ler um livro e conhecer o autor. Quanto mais acessível você estiver para eles, maior será a probabilidade de se tornarem fãs da sua marca por meio de depoimentos online e recomendações.

Baixe agora o manual definitivo da satisfação do cliente!

Como colocar o Direct to Consumer na prática?

O método D2C é um campo em constante evolução e há novas tendências surgindo o tempo todo. Entretanto, se você deseja aumentar as vendas com essa estratégia, aqui estão algumas dicas!

Encontre a voz da marca

Embora você provavelmente já tenha uma ideia do que a empresa representa, bem como a proposta de valor, é preciso se concentrar em como fazer isso ser percebido. A partir do planejamento, sua equipe de marketing deve trabalhar em estreita colaboração com o produto e com as vendas para determinar perfis de consumidores, um mapa de mensagens para a voz de marca, elementos de design gráfico para o site, anúncios e material de apoio.

Fique de olho nos dados 

Graças à tecnologia, é possível coletar e analisar mais dados sobre os consumidores do que nunca. Isso ajuda a criar insights úteis para o marketing de produtos. Uma das maneiras mais eficazes de comercializar usando dados é segmentar subconjuntos específicos de público-alvo com ofertas especialmente relevantes para cada perfil. 

Seja mais presente

As marcas também estão usando cada vez mais as mídias sociais para se tornarem mais acessíveis e aumentarem a lealdade. Ao usar os canais como ponto de contato do atendimento ao cliente, você pode criar uma melhor experiência para ele, responder rapidamente aos comentários, humanizar a marca e muito mais. Um software com sistemas de tickets ajuda a otimizar o atendimento, principalmente porque todas as solicitações ficam registradas.

Busque parceiros

Muitas marcas têm sucesso ao estabelecer parcerias com influenciadores, celebridades ou outras pessoas com alto número de seguidores nas mídias sociais, pagando-as para publicar anúncios em foto ou vídeo em seus perfis. No entanto, lembre-se de que clientes comuns do dia a dia que amam seu produto também podem criar campanhas boca a boca eficazes sem que grandes investimentos sejam necessários.

Personalize o atendimento de cada comprador

Cada vez mais os compradores exigem experiências consistentes e personalizadas. As marcas que têm os clientes mais fiéis são as que entendem a relação entre experiência e negociação. Sendo assim, encontre maneiras inovadoras de impactá-los desde o primeiro contato, tratando-os pelo nome, de forma amigável, independentemente de a interação ser pessoal ou via autoatendimento, chatbot, chat no Facebook, etc.

Alcance clientes pelo bom e velho e-mail

Mesmo na era das mídias sociais, o e-mail ainda é uma maneira poderosa de se comunicar com os clientes. Utilize todos os e-mails de clientes existentes, enviando ofertas periódicas que atraiam as pessoas a fazer compras repetidas. Também é bastante simples configurar mensagens personalizadas e automatizadas de boas-vindas, confirmação de pedido, agradecimento, atualizações de remessa e muito mais.

Crie relacionamentos com envolvimento contínuo 

Quando o consumidor tem uma boa experiência, ele espera receber o mesmo atendimento independentemente do lugar. Então, impulsione o engajamento com mensagens que garantam satisfação, desde as interações entre conteúdo e serviço, em todos os canais de atendimento. 

A partir daí, crie relacionamentos e estratégias usando a inovação contínua. Identifique como você pode atender às necessidades dos consumidores e do mercado e aproveite recursos da Inteligência Artificial (IA) para personalizar as experiências de comércio eletrônico em grande escala. Ela identifica as nuances e os comportamentos de cada consumidor e apresenta conteúdo relevante que aumenta a chance de conversão. 

Gostou de saber mais sobre a estratégia Direct to Consumer? Para você ser bem-sucedido, é importante se cercar das melhores ferramentas. Por isso, a Movidesk desenvolveu um sistema de Help Desk e Service Desk que otimiza o atendimento ao cliente e integra diversos processos, melhorando o fluxo de trabalho. Entre em contato conosco agora mesmo!

Fale com o especialista!

Deixe seu comentário