Fique por dentro dos indicadores de produtividade mais importantes para o final de 2019

Indicadores de produtividade são instrumentos de métricas utilizados com o objetivo de aferir o desempenho de uma equipe de colaboradores ou da empresa de um modo geral. Eles medem os resultados comparando o que foi produzido com o que foi investido.

indicadores de produtividade

Fazer mais com menos recursos. Essa condição representa o sonho de qualquer gestor que busca um nível de excelência nos processos realizados por sua empresa, não é? O maior desafio, porém, é saber quando o desempenho do negócio e dos colaboradores pode ser considerado alto ou baixo. Para trazer essas repostas é que existem os indicadores de produtividade.

Conhecidos também como indicadores de desempenho ou KPIs (Key Performance Indicator), eles servem para aferir e mostrar a relação entre a produção, os recursos e os resultados obtidos pela empresa em um determinado período de tempo. Dessa forma, visam não somente à quantidade, mas também à qualidade dos serviços.

Quer saber mais sobre os indicadores de produtividade, para que eles servem e quais são os seus principais tipos no mercado? Continue a leitura deste artigo e veja como avaliar o desempenho de seu negócio de modo eficiente!

Métricas de atendimento: aprenda a medir o sucesso da sua empresa clicando aqui!

O que são indicadores de produtividade?

Os indicadores de produtividade são instrumentos de métricas utilizados com o objetivo de aferir o desempenho de uma equipe de colaboradores ou da empresa de um modo geral. Eles medem os resultados segundo a relação entre o que foi produzido e os recursos investidos para tal.

Em linhas gerais, o conceito de produtividade em si tem duas conotações. A primeira diz respeito à capacidade de produzir mais com menos recursos e investimento, enquanto a segunda se refere à realização de mais tarefas em um curto espaço de tempo.

Segundo o Dicionário Online de Português, indicador é um adjetivo para “aquilo que indica, que dá a conhecer”. Portanto, os indicadores de produtividade podem ser definidos como ferramentas cuja finalidade é mensurar, de modo quantitativo e qualitativo, os recursos empregados nas atividades da empresa, bem como o resultado do processo.

Para compreender melhor, vale pena conferir algumas classificações dos indicadores de desempenho conhecidas no mercado.

Quais são as classificações dos indicadores de desempenho (KPIs)?

É bem provável que o entendimento do que são os indicadores de produtividade já está bastante claro para você, certo? Nesse sentido, é importante ressaltar que eles são parte dos KPIs, que formam o grupo de indicadores de desempenho e podem ser observados em diferentes classes:

  • Indicadores de produtividade: medem a relação entre a quantidade de entrega de serviços e os recursos investidos durante um determinado período de tempo;
  • Indicadores de qualidade: medem a relação entre a quantidade de entrega de serviços segundo um padrão específico e as entregas totais, retratando a qualidade a partir da percepção dos clientes finais;
  • Indicadores de capacidade: medem a quantidade de entrega que um processo faz com determinados recursos em um certo período de tempo;
  • Indicadores estratégicos: medem o quanto a empresa está próxima de atingir os seus objetivos estratégicos.

Nem sempre esses indicadores atuam individualmente, pela relação que os quatro tipos têm entre si. Porém, é necessário definir cada indicador com muita clareza para obter resultados precisos e avaliar a eficiência da empresa.

Para que servem os indicadores de produtividade?

Os indicadores de produtividade servem, principalmente, para mensurar e acompanhar de perto o processo dos serviços oferecidos pela empresa ao cliente. Trata-se de uma boa prática de gestão que faz toda a diferença na tomada de decisões.

Isso porque os dados obtidos por meio dos indicadores de produtividade ajudam os gestores a relacionarem variáveis, visualizarem os pontos fortes e fracos do negócio, conhecerem o nível de satisfação dos clientes, entre outras informações de cunho técnico e estratégico que visam, sobretudo, a embasar soluções aplicadas aos problemas identificados.

Diante desses fatores, podemos dizer que os indicadores são essenciais para medir a satisfação dos clientes, entre outras variáveis importantes referentes às atividades da empresa.

[eBook] Descomplicando o SLA: como implantar esse recurso de forma eficiente

Descomplicando o SLA

Como funcionam os indicadores de produtividade?

Os indicadores de produtividade têm o objetivo de avaliar a eficiência dos processos da empresa, ok? Tendo essa informação como base, eles funcionam da seguinte forma:

  • primeiro, estabelece-se um índice padrão para o processo submetido à análise;
  • segundo, pondera-se o resultado obtido na aferição;
  • terceiro, faz-se uma comparação entre ambos.

Em outras palavras, queremos dizer que, para medir a produtividade da empresa em determinada atividade, é preciso estabelecer algum padrão, que servirá como nível base ao resultado, tendo em vista os recursos empregados para tal. Quanto maior o resultado em quantidade e menor o investimento, maior é a produtividade.

No entanto, nem sempre a quantidade representa um fator positivo. Não adianta, por exemplo, uma empresa aumentar o número de atendimentos ao cliente e ver crescer, também, a quantidade de detratores do negócio.

Por isso, recomenda-se que os indicadores de produtividade sejam acompanhados pelos de qualidade.

Quais são os principais indicadores de produtividade?

Agora que você compreendeu mais sobre o conceito de produtividade, de indicador, a importância das métricas e para que elas servem, está na hora de chegar ao ponto alto do artigo e conhecer, resumidamente, as principais métricas que podem ser utilizadas para medir os resultados em sua empresa.

Confira a seguir!

CAC (Custo de Aquisição de Clientes)

Esse indicador visa a mostrar o quanto a sua empresa gastou para conquistar um novo cliente. Nesse caso, para calcular, basta somar os valores investidos em campanhas de prospecção (marketing, vendas, recursos humanos etc.) e dividir pelo número de novos clientes.

Ticket Médio

Já essa métrica revela a média de valor que os clientes geram financeiramente à sua empresa. O cálculo leva em consideração a divisão do faturamento mensal pela quantidade de clientes ativos no período em questão.

Churn (Índice de Cancelamento)

Trata-se da taxa de clientes que deixaram de fechar negócios com a sua empresa em certo período de tempo. O resultado de churn deve ser o mais baixo possível. Se estiver alto, é preciso saber como se prevenir e parar de perder clientes.

NPS (Net Promoter Score)

Esse indicador é um dos mais famosos no mundo empresarial. Objetiva medir o grau de lealdade dos clientes para com a empresa, por meio de um método de pesquisa de satisfação. Nesse índice, o consumidor responde, em uma escala de 0 a 10, o quanto indicaria o negócio a um conhecido.

É importante que você que saiba que a lista de indicadores de produtividade segue em frente, ou seja, ela não se limita a esses aqui expostos. Eles variam conforme a atividade de cada negócio, o segmento, bem como os objetivos.

O principal foi que você compreendeu que os indicadores são fundamentais para avaliar os pontos fortes e fracos da empresa e para dar sustentação a tomadas de decisão eficientes, racionais e técnicas, sem ter base em suposições, deduções nem no método de tentativa e erro.

Agora que você já conhece os indicadores voltados para medir a produtividade, que tal aprender a arte de fazer mais com menos em sua empresa?

Fale com um especialista em indicadores de produtividade para evoluir sua empresa