Covid-19 e digitalização: como a pandemia exigiu mudanças nas empresas?

Presença nas redes sociais, atendimento remoto, novas campanhas de atração e fidelização, trabalho em home office e reflexão sobre o modelo de negócios. Essas foram algumas das mudanças causadas pelo Covid-19 nas empresas, que tiveram que se reinventar no ambiente online. Saiba mais!

digitalização e Covid-19

A situação pandêmica do Covid-19 promoveu uma série de mudanças no ambiente de negócios brasileiro. Estima-se que mais de 600 mil pequenas empresas fecharam as portas nos últimos meses. Para sobreviver, tornou-se necessário apostar na digitalização.

Empresas com pouca maturidade digital foram as principais afetadas. Em pouco tempo, elas tiveram que aprender a utilizar ferramentas para atender seus clientes e lidar com talentos que trabalham remotamente.

Nos tópicos seguintes, vamos explicar quais foram as principais mudanças digitais com o Covid-19 e como a sua empresa pode se adaptar a essa digitalização. Continue lendo!

Veja também: SaaS e Covid-19: quais os desafios trazidos pelo cenário atual?

Vendas por meio de redes sociais e e-commerce

A venda é um fator crucial para a sobrevivência dos negócios. Sem ela, é difícil sustentar uma empresa – talvez isso seja óbvio para você. Entretanto, conforme a venda física (no estabelecimento) tornou-se improvável, foi preciso migrar para canais digitais.

A rede social é um dos canais mais importantes. Ela concentra um elevado número de pessoas, que são potenciais compradoras. Além disso, oferece uma enorme facilidade para acesso e custo quase zero. Algumas redes, como o Instagram, contam até com recursos de e-commerce.

Outras empresas preferiram investir em algo mais profissional, o e-commerce. Então, anunciaram seus bens e serviços em bases digitais próprias ou de terceiros (marketplaces, nesse segundo caso). Assim, conseguiram manter (talvez até ampliar) suas vendas.

De todo modo, empresas de todos os tipos e tamanhos tiveram que adaptar suas vendas e fazer uso de canais digitais. Sem isso, seria impossível manter o comércio dos seus bens ou serviços, bem como gerar receita para cumprir suas dívidas e pagar seus talentos.

Atendimento remoto da carteira de clientes

Os clientes demandam os mais diversos tipos de atendimento, em todas as etapas do processo de venda (pré-venda, venda e pós-venda). Se as portas da empresa estão abertas, esse atendimento pode ser feito presencialmente. Se não, é preciso recorrer à digitalização.

Para manter o atendimento funcionando, outra grande mudança foi nos processos utilizados. As empresas tiveram que adotar ferramentas para digitalizar todo o fluxo de atendimento, tornando-o mais flexível e acessível ao público-alvo.

Felizmente, existem muitas ferramentas digitais úteis ao atendimento, como sistemas de Help desk e Service Desk. Esses softwares garantem um fluxo de trabalho organizado e ainda permitem que as métricas de atendimento sejam devidamente monitoradas.

Aprenda a escolher o Help Desk ideal para o seu negócio!

Novas campanhas de atração e fidelização

Atrair e manter clientes é sempre desafiador. Assim como sua empresa, existem muitas outras que estão atrás dos consumidores. Isso quer dizer que você precisa ser o melhor e obter máximo proveito dos seus recursos, do contrário não terá uma base de clientes.

Em períodos de Covid-19, no entanto, a atração e fidelização de clientes sofreu alguns ajustes. Técnicas físicas (como abordagens diretas) tornaram-se inviáveis. Também ficou muito mais difícil criar campanhas de fidelização, do tipo “quem indica, amigo é”.

Como alternativas, campanhas publicitárias por redes sociais ganham destaque. Parcerias com influenciadores digitais também foram avolumadas. O lema, então, tornou-se: chegar ao maior número de clientes qualificados por meio de canais digitais, não físicos.

Trabalho em home office para todos

Outra mudança significativa foi na forma de trabalho. Como as empresas tiveram que fechar as portas e seus talentos, em muitos casos, ficar em confinamento, o trabalho dentro da empresa tornou-se mais raro. Em alguns casos, proibido por lei.

Por consequência, o trabalho remoto popularizou-se mais. Muitas profissionais tiveram que preparar sua base home office e dar continuidade à rotina diária dentro de casa. Para tal, certos ajustes foram essenciais, como a adoção de ótimas plataformas digitais.

Isso, no entanto, implica em uma série de desafios adicionais. Por exemplo: como monitorar a assiduidade dos talentos? Como cobrar os resultados desejados? Quais são os limites digitais que não podem ser quebrados? E assim por diante.

Nesse caso, além de contar com boas tecnologias, muitas empresas tiveram que reformular suas políticas de Recursos Humanos, treinando e orientando os talentos. O aspecto digital tornou-se importante para o RH, do contrário a força de trabalho ficaria desorientada.

Reuniões remotas com o time

As reuniões são um importante instrumento para o trabalho. Elas permitem que o time fique por dentro das boas novas, bem como das estratégias abraçadas pela empresa ou das perdas em determinado período. Sendo assim, são cruciais para o alinhamento.

Como, então, as reuniões tiveram que se adaptar à pandemia do Covid-19? Novamente, a digitalização foi o melhor caminho. Muitas empresas abraçaram plataformas de vídeo e/ou canais de comunicação digital, como redes sociais corporativas ou aplicativos mobile.

O próprio método de treinamento dos colaboradores teve que mudar. Cursos remotos e universidades corporativas tornaram-se mais populares. Sem esses canais, os profissionais poderiam ter que ficar sem treinamento, o que certamente não é uma vantagem.

Capacite seus funcionários!

Reflexão sobre o modelo de negócios

Em essência, o modelo de negócios refere-se à forma como a empresa opera, entrega os produtos combinados aos clientes e obtém receita financeira. Muitas empresas sustentam seu modelo de negócios por vários anos, mas, com a crise do Covid-19, elas precisaram mudar.

Veja, por exemplo, a entrega de produtos. Antes ela era feita presencialmente, dentro do estabelecimento comercial. Hoje, alguns produtos são comercializados pela internet e entregues na casa do cliente, evitando, assim, qualquer tipo de aglomeração.

Outro exemplo está na forma de monetização. Muitas empresas adotaram canais para o recebimento digital das compras efetivadas. Em alguns casos, até mesmo criaram novos produtos, atendendo as novas demandas que surgiram no período de confinamento.

Essa transformação digital certamente passa pelo redesenho dos processos diários, no intuito de aproveitar o máximo de ferramentas digitais.

Veja, agora você está por dentro do tema. Como pôde notar, são muitas as demandas por digitalização e quase todas as empresas precisaram se ajustar, em maior ou menor medida.

É importante que sua empresa conte com uma plataforma de relacionamento com cliente, como o Movidesk. Assim, poderá organizar todo o fluxo de trabalho e garantir uma ótima experiência de compra ao seu público-alvo.

Quer saber mais sobre o Movidesk e ver como ele otimiza o seu processo de atendimento ao cliente? É simples! Basta realizar um teste gratuito da nossa solução no banner abaixo:

Teste o Movidesk gratuitamente!

Deixe seu comentário